No início deste mês, a Câmara dos Deputados colocou em votação o projeto de Lei 2058/21, que altera o regime de teletrabalho para o regime presencial durante a pandemia, afetando diretamente as trabalhadoras gestantes.

Esse projeto foi aprovado e agora vai para o senado votar. Mas as grávidas já podem voltar ao trabalho?

A resposta é: NÃO! Pois o Senado ainda precisa aprovar o projeto de Lei que foi votado na Câmara dos deputados.

A lei vigente é a 14.151, de 12/05/2021, que diz: “Durante a emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do novo coronavírus, a empregada gestante deverá permanecer afastada das atividades de trabalho presencial, sem prejuízo de sua remuneração.”

Ou seja, a empresa deve alocar a trabalhadora gestante em home-office. Se a atividade dela for incompatível com o home-office, a empresa ainda pode fazer uso do banco de horas ou conceder férias à funcionária.

O que a empresa não pode fazer é convocar a gestante para o trabalho presencial, mesmo que vacinada e/ou demiti-la, já que a gestante tem estabilidade no trabalho desde a confirmação da gestação até 5 meses após o parto.

Se o projeto de Lei 2058/21 for aprovado pelo Senado, o regime de trabalho e as regras para grávidas muda. Fique ligada aqui no blog para novas atualizações sobre esse assunto!

Gostou do conteúdo de hoje? Então compartilhe com quem precisa dessa dica!

E se não quer perguntar no RH da sua empresa, pergunte para a @carol.dorh

View this post on Instagram

Uma publicação compartilhada por Carolina Soto (@carol.dorh)

Quero te convidar para conhecer também outros conteúdos que publico no site Te Faz Bem, falando sobre vida, trabalho e fé! Acesse!