Em uma semana que marca a despedida de Anderson Silva do UFC – o Spider dá adeus à organização no próximo sábado -, o blog Direto do Octógono separou dez grandes lendas da tradicional equipe curitibana Chute Boxe, que revelou grandes talentos do MMA.

O fundador da academia, Rudimar Fedrigo, exaltou o segredo que fez com que a equipe se fortalecesse com o passar dos anos. “A união das artes marciais foi o grande destaque, mas existem três fatores que foram diferenciais: confiança estabelecida entre atletas e técnicos, a crença para que as duas partes acreditem e fazer com que os atletas executem o trabalho. Essa foi a filosofia implantada para fazer a equipe vencedora”, destacou.

>> Tudo sobre MMA, UFC e Bellator

Confira abaixo alguns dos principais nomes revelados pela academia:

Anderson Silva

Anderson Silva, 45 anos, por muitos ainda é considerado o maior lutador de todos os tempos. Campeão dos médios do UFC por longos anos, o Spider também já havia sido detentor dos cinturões do Shooto e Cage Rage. Em seu cartel, o paulista que foi radicado em Curitiba possui 34 vitórias e dez derrotas. Neste sábado, ele se despede do UFC contra o jamaicano Uriah Hall.

Wanderlei Silva

Wanderlei Silva, 44 anos, é outro grande nome revelado pela Chute Boxe. Campeão do Pride, o Cachorro Louco dominou o Japão e era um grande ídolo dos japoneses. O curitibano fez lutas memoráveis, ganhou diversos prêmios em sua carreira e fez sua última luta há dois anos. Porém, ainda se especula uma possível volta ao octógono contra o eterno rival Vitor Belfort. Cartel: 35 vitórias/14 derrotas/1 empate.

Maurício Shogun

Maurício Shogun, 38 anos, foi outro que brilhou no Pride, no Japão. Foi campeão dos médios no extinto evento. Já no UFC, o curitibano chegou ao título dos meio-pesados. Atualmente, Shogun ainda pertence ao plantel do Ultimate e possui uma revanche marcada contra o escocês Paul Craig. O confronto acontece no próximo dia 21 de novembro, pelo UFC 255. Cartel: 27 vitórias, 1 empate e 11 derrotas.

Cris Cyborg

Cris Cyborg, 35 anos, é considerada uma das maiores lutadoras de MMA do mundo. A curitibana já foi campeã de quatro eventos diferentes: Strikeforce, Invicta, UFC e Bellator. Atualmente, ela é campeã peso-pena do Bellator e defendeu recentemente o cinturão faturando a sua primeira vitória por finalização. Um dos duelos mais aguardados é uma possível revanche contra a baiana Amanda Nunes. Cartel: 23 vitórias e duas derrotas.

Fabrício Werdum

Natural de Porto Alegre, Fabrício Werdum, 43 anos, já fez parte do elenco estrelado da Chute Boxe. Foi campeão peso-pesado do UFC e recentemente se despediu da organização com o fim do seu contrato. Especula-se que o gaúcho faça uma revanche contra o russo Fedor Emelianenko em breve e por uma outra organização. Cartel: 24 vitórias, um empate e nove derrotas.

Murilo Ninja

Irmão de Maurício Shogun, Murilo Ninja, 40 anos, também fez história na época do Pride, no Japão. O curitibano encerrou a sua carreira em 2012 e atualmente se dedica à franquia Shogun Team, equipe dos irmãos que possui academias espalhadas por todo o Brasil. Cartel: 20 vitórias, um empate e 13 derrotas.

José Pelé Landi

O cubano José Pelé Landi, 47 anos, é uma das figuras mais históricas da Chute Boxe. Travou batalhas históricas nos anos 90 e brilhou em diversos eventos. Foi campeão de Muay Thai, de Kickboxing, Vale-Tudo e detentor do cinturão do IVC por duas vezes. Encerrou a sua carreira em 2013 e atualmente mora nos Estados Unidos. Cartel: 28 vitórias e 14 derrotas.

Rafael Cordeiro

Rafael Cordeiro, 47 anos, foi atleta de muay thai, kickboxing e MMA. Foi tricampeão brasileiro de muay thai e campeão dos leves do IVC. Porém, o curitibano ficou mundialmente reconhecido por seu trabalho como treinador – ganhou diversos prêmios por isso. Foi comandante de diversos atletas campeões, como Anderson Silva, Wanderlei Silva, Maurício Shogun e Cris Cyborg. Atualmente é líder da Kings MMA e mora nos Estados Unidos. Cartel: quatro vitórias e duas derrotas.

Cristiano Marcello

Natural do Rio de Janeiro, Cristiano Marcello, 42 anos, também fez parte da equipe Chute Boxe. Era um dos treinadores principais de jiu-jitsu. Participou de grandes eventos, como BFC, Meca, Pride e UFC, além de ter sido integrante do TUF, principal reality show do Ultimate. Seu último duelo foi em 2014 e atualmente ele lidera a equipe CM System, tendo recebido diversos prêmios nacionais por seu trabalho como técnico. Cartel: 13 vitórias e seis derrotas.

André Dida

André Dida, 37 anos, fez sua carreira principalmente no kickboxing. Pelo MMA, o curitibano conquistou seis vitórias e perdeu quatro vezes. Atualmente, Dida lidera a equipe Evolução Thai e treina para voltar aos combates. O curitibano tem uma revanche marcada contra o tailandês Buakaw Banchamek.