A rivalidade entre as equipes de MMA de Curitiba tem sido deixada de lado nos últimos meses. Anteriormente, por conta do fechamento de academias na capital paranaense, os principais líderes se uniram para pedir a reabertura de seus locais de trabalho. Adiantou.

Desta vez, liderado por Wanderlei Silva, o movimento de união entre as equipes tem sido fortalecido, após os atos de vandalismo ocorridos em Curitiba na noite da última segunda-feira, conforme noticiado pela Tribuna.

Contrários a toda a onda de baderna, os líderes das academias curitibanas organizaram uma manifestação para esta terça-feira, às 17h, na Praça 19 de Dezembro, no Centro, com o objetivo de “proteger a cidade e valorizar a bandeira nacional”, que na segunda-feira foi queimada pelos vândalos.

View this post on Instagram

@wandfc 🇧🇷🏆

A post shared by André Dida (@andredida) on