Diógenes Kamikaze, ex-treinador de Anderson Silva, tem sido alvo de uma grande polêmica no mundo das artes marciais. Um vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostra o técnico agredindo Ulisses Teodoro, um ex-aluno, no meio da rua em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba. O caso aconteceu no último domingo, por volta das 16h.

Nas imagens, Kamikaze chama o jovem e logo depois desfere o primeiro soco. Os dois começam a brigar e o vídeo é cortado quando a vítima está imobilizada pelo treinador. Um homem acompanha a pancadaria e nada faz.

O motivo das agressões, de acordo com o próprio Kamikaze, foi “a falta de respeito do ex-aluno”. O jovem, que é vizinho do técnico, teria trocado a sua equipe por outra academia da Grande Curitiba. No dia da briga, a vítima estava com a camisa do seu “novo time”.

“O cara foi para outra academia falando mal de mim. É uma falta de respeito ele passar aqui na frente da minha academia com outra camisa. Estou errado? Compra a briga. Não tem esse papo. O cara tem que me respeitar. Eu tenho uma história. O pau vai comer. Não tem essa”, disse Kamikaze, em um vídeo recebido pela reportagem do Direto do Octógono.

O jovem registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Campina Grande do Sul na manhã desta quarta-feira (10) por conta das ameaças e agressões físicas sofridas. A reportagem entrou em contato com o Mestre Kamikaze, mas não obteve resposta do treinador.