Você sabia que você pode sugerir em quais áreas o Governo do Estado e a Prefeitura de Curitiba devem prioritariamente investir o dinheiro dos nossos impostos? Sim, eu já falei aqui na coluna sobre isso. Mas chegou a hora!

Pra onde vai o dinheiro dos nossos impostos – Parte 1

Você pode me perguntar “mas, por quê?”. Lembre-se que nós trabalhamos para receber o nosso salário. E tudo o que a gente ganha forma o nosso orçamento. Da mesma forma que nós cuidamos do dinheiro em nossas vidas, esse dinheiro dos estados e municípios também é nosso, porque vem dos nossos impostos. E devemos cuidar, acompanhar, fiscalizar e, sobretudo, participar.

Os projetos de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estão em tramitação – em âmbito estadual na Assembleia Legislativa e em âmbito municipal na Câmara de Vereadores. Então, você pode entrar nos sites ou nas mídias sociais dos legislativos e fazer a sua sugestão. Ela pode se tornar uma emenda parlamentar, que é o instrumento que os deputados e vereadores utilizam para melhorar os projetos que são analisados.

Pra onde vai o dinheiro dos nossos impostos – Parte 2

No caso de Curitiba, por exemplo, você pode escolher uma entre várias opções, como por exemplo Abastecimento, Ação Social, Cultura, Educação, Esporte e Lazer, Habitação, Iluminação Pública, Meio Ambiente, Obras, Ruas, Saneamento, Segurança, Saúde, Trabalho, Trânsito e Transporte. E aí você indica para qual bairro vai o seu pedido. Pode ser onde você mora, onde trabalha ou onde pretende ajudar.

Então, reserve 2 minutos do seu tempo. Não leva mais do que isso. E acompanhe como está sendo usado o dinheiro dos nossos impostos. Depois é fácil reclamar. Mas, antes de criticar, que tal participar e construirmos juntos uma cidade melhor?

Pra onde vai o dinheiro dos nossos impostos – Parte final