Adoção responsável: Estes lindos gatinhos buscam um lar. Thomas é o único macho, ele tem cinco meses. Já as meninas - Branca de Neve, Mei e Kit Kat têm um ano. Todos são castrados e desverminados. Adoção com Fernanda Niederheitmann (41) 3338-8087 Foto/Divulgação
Adoção responsável: Estes lindos gatinhos buscam um lar. Thomas é o único macho, ele tem cinco meses. Já as meninas – Branca de Neve, Mei e Kit Kat têm um ano. Todos são castrados e desverminados. Adoção com Fernanda Niederheitmann (41) 3338-8087 Foto/Divulgação

O verão está quase terminado, acaba no dia 20 de março. Mas os dias quentes nem sempre se vão com o fim da estação. Assim, precisamos manter os cuidados com nossos animais, evitando que cães e gatos sofram com as altas temperaturas. Entre os sintomas mais comuns apresentados por eles quando o calor aperta, estão a falta de apetite e de disposição.

No entanto, de acordo com a médica veterinária da PremieR pet Keila Regina de Godoy, algumas atitude podem trazer conforto aos pet. No caso dos cães que vivem em áreas externas, para que eles fiquem bem, segundo ela, é necessário garantir sombra e um local fresco, para que possam se alimentar e descansar protegidos do sol forte.

“A sede do pet pode aumentar com o calor. Então lembre-se de oferecer água fresca e limpa à vontade. Se notar que a água está acabando rapidamente, providencie um bebedouro maior”, recomenda Keila.

E se o animal ficar sem apetite, não entre em desespero. “Não fique alarmado se o animal demonstrar alteração de apetite. É normal um cão ou gato comer menos no verão ou optar por se alimentar no período da noite, quando as temperaturas estão mais amenas. Deixe que ele coma no horário em que se sentir mais confortável” explica a veterinária.

Se o pet não comer, a orientação é a de retirar o alimento, oferecendo novamente em outro momento. “Não deixe a ração exposta o dia todo, pois sob altas temperaturas ocorre deterioração da qualidade. E sempre descarte as sobras, pois podem facilmente estragar após contato com água ou saliva do animal, já que a umidade facilita a fermentação do alimento”.

Confira outras dicas da veterinária:

– Cubinhos de gelo podem ajudar a manter a água fresquinha e chamar a atenção do cão ou gato, incentivando a hidratação.

– Felinos preferem água corrente e já existem no mercado bebedouros específicos para eles. Opte por usá-los, se possível.

– Não permita que o animal beba água de piscinas. Isso não é aconselhável, pois a água tem produtos químicos que podem causar vômitos e até gastrite.

– E lembre-se: nunca abra mão do acompanhamento veterinário regular e de fornecer um alimento de alta qualidade para o seu pet.

 

Agenda 

Sábado 4

– Campanha de Adoção de Cães e Gatos do Animalia Curitiba, no Espaço Pet Curitiba, Rua Nilo Peçanha, 760 – Bom Retiro, das 10h às 17h.

– Evento de Adoção no Fofuras Petshop, Rua Marechal Hermes, 678 – Centro Cívico.  Sábado, das 13h às 18h. Aos domingos, das 14h às 18h.

– Feira de cães e gatos para adoção no HiperZoo, na Rua Desembargador Westphalen, 3448 – Parolin, das 10h às 16h.

Domingo 5

– Bingo da Associação Vida Animal (Avan), no Clube dos Subtenentes e Sargentos do Exército, Rua Comendador Fontana, 57 – Centro Cívico, a partir das 15h. www.facebook.com/avancuritiba/

Quer contar uma história com seu pet, sugerir um tema ou publicar a foto de um animal disponível para adoção? Escreva para gente: animal@tribunadoparana.com.br