Curitiba lança hoje um dos filmes mais elogiados da crítica e querido do público. “Belfast”, novo longa de Kenneth Branagh, mesmo diretor de “Thor” e “Cinderela”, chega aos cinemas da capital paranaense e do Brasil para arrancar boas risadas e emoções que já vem conquistando lá fora.

O filme é uma semiautobiografia do próprio cineasta que nasceu em Belfast, cidade que leva o nome do longa e que fica na Irlanda do Norte. A trama traça a infância de um menino durante o conflito internado do país entre católicos e protestantes no final da década de 1960.

Intimista, “Belfast” faz uma viagem ao tempo e busca retratar um fato histórico ao olhar de uma inocente criança.

Branagh encanta o público com boas dosagens de humor e cenas esteticamente encantadoras, usando o recurso do preto e branco com intuito de trazer ao espectador as memórias de um tempo difícil sem cor.

Outro destaque vai para o elenco. Judi Dench, famosa por dar vida a M da franquia 007, vai além e apresenta ao público uma avó humanizada, graciosa e com temperamento forte. Não é à toa que conseguiu garantir uma indicação de melhor atriz coadjuvante no Oscar 2022.

Não podemos esquecer- -nos da brilhante atuação do ator-mirim inglês Jude Hill, o artista deu vida ao protagonista e traz para as telas um personagem divertidamente carismático, que aproveita toda a história em uma interpretação deliciosamente de se assistir.

No entanto, o longa perde potencial ao longo de seus quase cem minutos de duração. A história, que seria uma homenagem à cidade e a infância do diretor, é esquecida e termina como um longa que se destaca pela fotografia, som e atuação. Mesmo assim, “Belfast” consegue garantir sete indicações ao Oscar 2022, entre eles de melhor direção, filme, roteiro original, ator coadjuvante para Ciarán Hinds (Liga da Justiça) e o já mencionando de melhor atriz coajudvante para Judy Dench.

É lindo, é poético, é engraçado, mas o novo filme de Kenneth Branagh, a meu ver, é superestimado. Porém, assim como em Jojo Rabbit, outra comédia dramática que se passa no período do nazismo, “Belfast” é aquele tipo de filme interessante para entender um fato histórico.

Avaliação: ⭐⭐⭐1/2
Pra que curte: Comédia dramática
Pra assistir: Amigos
Filmes e séries semelhantes: Bar Doce Lar, A Mão de Deus e A Vida é Bela.