Parece conversa de pescador, pra boi dormir, uma notícia ‘fake news’. Mas saiba que a história não é falsa e existem sim sereias morando na capital paranaense, claro que não do jeito que você esteja pensando.

As musas que são metade humana e metade peixe vivem no coração da cidade curitibana, mais precisamente no meio de uma praça famosa pelas feiras de Páscoa, de Inverno, Primavera e Natal. Já sabe qual é, né? Quem pensou na Praça Osório, acertou! Agora você sabe como elas chegaram lá?

As sereias foram trazidas da França junto com o chafariz na década de 20. A Praça Osório recebeu esse nome em homenagem ao soldado Manuel Luiz Osório, herói da Guerra do Paraguai. É a praça mais arborizada da cidade. Ela fica localizada entre a Travessa Jesuíno Marcondes, Rua: Voluntários da Pátria e Av. Vicente Machado, Centro.

Foto: Pinterest/ Clarice Dorocinski

Tá mas o que tem o fato histórico em um blog do cinema? Há dois motivos! Primeiro que na região chegou a funcionar de 1964 a 2006 o tradicional Cine Plaza. O cinema de maior bilheteria da capital paranaense. E, por fim, a estreia do filme “Sereia – Lago dos Mortos”.

Infelizmente o cine vai ficar na memória do povo curitibano, mas quem curte um bom filme do gênero terror, vai ter motivo de sobrar para ir ao cinema na semana que vem.

Na quinta-feira, 31, estreia nos cinemas de Curitiba o longa “Sereia – O Lago dos Mortos”. O longa conta a história de La Sirena, uma jovem que se tornou uma sereia após se afogar. Ela acaba se apaixonando por Roman, um rapaz que está noivo e é capaz de tudo para conquista-lo. Veja o trailer:

Sereia – O Lago dos Mortos” é produzido por Ivan Kapitonov e a direção é de Svyatoslav Podgayevskiy, ambos são conhecidos após o sucesso mundial de “A Dama do Espelho – O Ritual das Trevas” e “A Noiva”, que inclusive está na Netflix.

Ah! E as sereias não estão só em Curitiba, não. Em Santa Catarina há estátuas em Barra Velha, Balneário Camboriú e São Francisco do Sul. Para conhecê-las, basta clicar no nome da cidade.