O Amazon Prime Video lançou na última sexta-feira (2) sua mais nova aposta em produção original. O filme é recheado de estrelas e traz uma trama de ação com grandes efeitos especiais, perfeito para fisgar o público em geral e, é claro, atrair novos assinantes. “A Guerra do Amanhã” é uma produção que, mesmo com todos estes adjetivos, vai muito além de um longa de ficção-científica.

Saiba como assinar o Amazon Prime Video com 30 dias grátis

Antes de tudo, vamos entender do que se trata a trama. “A Guerra do Amanhã” conta a história de um pai de família que foi convocado a lutar em uma guerra futurista. Ele precisa corrigir os erros das gerações passadas para salvar a humanidade.

O longa é estrelado por Chris Pratt, conhecido por atuar em “Guardiões da Galáxia”, “Jurassic World” e na série “Parks and Recreation”; Betty Gilpin, da série “GLOW”; J.K. Simmons, da franquia “Homem-Aranha”; e Yvonne Strahovski, da série “O Conto da Aia”. A direção é de Chris Mckay, cineasta conhecido por escrever “Dolittle” e dirigir a animação “LEGO Batman: O Filme”. O longa ainda tem os mesmos produtores de “Top Gun: Maverick”, David Ellison; e “Aquaman”, Rob Cowan.

a guerra do amanha critica
A Guerra do Amanhã. Foto: Divulgação/Amazon Prime Video

Com este repertório, podemos observar que a Amazon investiu pesado no longa, não é mesmo? De fato, um suspense de roer as unhas, o novo filme do Prime Video veio para conquistar bons resultados de audiência no streaming.

Conhecido por dirigir produções de animação, McKay faz uma boa estreia como diretor em uma longa de ficção-científica, mas seu primeiro filme nada mais é do que uma obra que cumpre seu dever de casa: tem muita ação e um final emotivo. O diretor consegue impactar o público com cenas iniciais ágeis, trazendo um bom ritmo para a chegada do clímax, no entanto, o foco vai se desvanecendo no meio da trama, transformando o filme em um dramalhão familiar com um desfecho previsível.

Atuação

As atuações não são espetaculares, contudo são plausíveis. Chris Pratt novamente vem com sua atuação paternal, como um genuíno salvador da pátria, como já vista em seus outros trabalhos. Já Yvonne Strahovski nos mostra em “A Guerra da Amanhã” uma versão “mais amigável” do que sua terrível personagem na série “O Conto da Aia”. E o ator J.K. Simmons está mais para uma participação especial, usada para temperar os créditos como estrela de peso no longa.

a guerra do amanha
A Guerra do Amanhã. Foto: Divulgação/Amazon Prime Video

Valor à ciência

Do suspense de ficção-científica ao dramalhão familiar, “A Guerra do Amanhã” se destaca por valorizar a ciência em uma época em que, infelizmente, há diversas pessoas e autoridades questionando-a, além de mostrar a importância da família. O filme ainda nos deixa claro que não existe super-herói ou uma fórmula mágica para vencer alguma atrocidade global, mostrando que são a sabedoria e o valor afetivo as forças capazes de vencer qualquer problema universal.

Conclusão, “A Guerra do Amanhã” é o típico filme que hipnotizará o público e que vale a pena ser visto, principalmente, por aquelas pessoas que estão procurando um filme para se emocionar e relaxar ao final de dia cansativo.

Avaliação: ⭐⭐⭐
Pra quem curte: Ficção-científica, ação.
Pra assistir com: Crush, sozinho e amigos
Filmes e séries semelhantes: Guerra dos Mundos, Guerra Mundial Z e Um Lugar Silencioso.

Web Stories

Confira os conteúdos para web stories do blog Não é Spoiler!