Um grande problema para quem é amante do gênero horror é assistir diversos filmes ruins e conseguir encontrar um longa realmente bom, que traga alguma inovação ou trama que fuja dos clichês. Isso geralmente acontece por conta da grande expectativa criada nos vídeos promocionais e trailers dos filmes. Mas é claro que no meio desse universo cinematográfico contamos com ótimas obras e o novo filme de James Wan, produtor da franquia de sucesso “Invocação do Mal”, “Maligno”, é um desses destaques.

VEJA TAMBÉM: Crítica de Invocação do Mal 3

Antes de dizer o porquê, vamos entender do que se trata o filme. “Maligno” conta a história de uma jovem que tem visões de assassinatos macabros e tenta descobrir a origem do seu “sexto sentido”.

O filme tem a direção de James Wan, que também assina o roteiro junto com Akela Cooper (série “Griim” e “The 100”) e da atriz Ingrid Bisu, que faz sua estreia como roteirista. Já o elenco é formado por Annabelle Wallis (“Annabelle” 1 e 2), Michole Briana White (série “Disque Amiga para Matar”) e Jon Lee Brody (“Velozes & Furiosos 7”).

critica maligno
Cena de “Maligno”. Foto: Divulgação/Warner Bros

Suspense de roer as unhas, “Maligno” conquista o público com um enredo cativante, cheio de mistérios e desfechos plausíveis. A direção de James Wan mais uma vez surpreende com cenas ágeis e enquadramentos inovadores. O cineasta faz releituras dos clássicos do gênero horror, com uma bela homenagem ao cinema oriental, principalmente o coreano e o japonês. O longa une o trash com o bizarro e assombração, com mastreia. A fotografia, a direção de arte e os efeitos especiais também são os pilares para o sucesso do filme.

VEJA TAMBÉM: Crítica de Um Lugar Silencioso – Parte II

O roteiro do trio é instigante, contundente, no entanto é bem previsível. Talvez trazer a referência dos clássicos pesou para aqueles que suspeitam saber o desfecho no filme, por lembrarem de terem assistido aos longas anteriores do gênero.

maligno critica
Cena do filme “Maligno”. Foto: Divulgação/Warner Bros.

Enfim, ao contrário do que sempre vimos do cinema hollywoodiano ao dar sua versão para filmes de sucessos do cinema oriental, como “O Grito” e “O Chamado”, James Wan tenta contar uma nova história, utilizando a formula de sucesso dos países asiáticos. E ele conseguiu.

Há aqueles que vão detestar, mas, como diria o ditado: não podemos agradar gregos e troianos. “Maligno” é, de fato, um filme que merece respeito. E sim, é um dos melhores filmes de terror de 2021.

O longa está sendo exibido nos cinemas.

Avaliação: ***1/2
Pra quem curte: terror
Pra assistir com: amigos, crush ou sozinho
Filmes e séries semelhantes: A Entidade, A Órfã e Sobrenatural