Curitiba mais uma vez é destaque no Festival de Gramado. A animação Apneia levou o Kikito, nome dado ao troféu, de Melhor Curta-Metragem Brasileiro.

Dirigido por Carol Sakura & Walkir Fernandes e produzido por E.M.Z. Camargo, o filme conta a história de Muriel, uma jovem que não sabe nadar e vive na presença dos medos e pavores traumatizados quando criança.

Foto: Divulgação

Além do prêmio no 47º Festival de Gramado, Apneia já participou de mais onze festivais, entre os destaques: Anima Mundi, Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba e Animatiba.

LEIA MAIS: Google faz brincadeira pra quem pesquisar por O Mágico de Oz

O filme teve apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Outros ganhadores

O longa brasileiro Pacarreta foi o grande vencedor da noite. O filme cearense levou oito prêmios, entre eles de melhor filme, melhor atriz para Marcélia Cartaxo; direção para Allan Deberton; e roteiro para Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro.

VEJA TAMBÉM: Após 3 anos, filme londrinense estreia em Curitiba

O filme costa-riquenho El Despertar de Las Hormigas, ainda sem tradução em português, levou o prêmio de melhor filme estrangeiro.

Confira a lista de todos os vencedores

Longas Brasileiros

Melhor filme: “Pacarrete”, de Allan Deberton
Melhor direção: Allan Deberton, “Pacarrete”
Melhor ator: Paulo Miklos, em “O Homem Cordial”
Melhor atriz: Marcélia Cartaxo, em “Pacarrete”
Melhor roteiro: Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro, por “Pacarrete”
Melhor fotografia: Edu Rabin, por “Raia 4”
Melhor montagem: Joana Collier e Fernanda Krumel, por “Hebe”
Melhor trilha musical: Sascha Kratzer, por “O Homem Cordial”
Melhor direção de arte: Tulé Peake, por “Veneza”
Melhor atriz coadjuvante: Carol Castro, em “Veneza” e Soia Lira, em “Pacarrete”
Melhor ator coadjuvante: João Miguel, em “Pacarrete”
Melhor desenho de som: Rodrigo Ferrante e Cauê Custódio, por “Pacarrete”
Prêmio especial do júri: “30 Anos Blues”
Júri da crítica: “Raia 4”, de Emiliano Cunha
Melhor filme do júri popular: “Pacarrete”, de Allan Deberton

Longas Estrangeiros

Melhor filme: “El Despertar de Las Hormigas”, de Antonella Sudasassi Furnis
Melhor direção: Juan Cáceres, por “Perro Bomba”
Melhor ator: Fernando Arze, em “Muralla”
Melhor atriz: Julieta Díaz, “La forma de las horas”
Melhor roteiro: Bernardo e Rafael Antonaccio, por “En el Pozo”
Melhor fotografia: Rafael Antonaccio, por “En el Pozo”
Prêmio especial do júri: Isabella Moscoso e Avril Alpizar, pelas atuações no filme “El Despertar de Las Hormigas”
Menção honrosa: direção de arte de “Dos Fridas”
Júri da crítica: “El Despertar de Las Hormigas”, de Antonella Sudasassi Furnis
Melhor filme júri popular: “Perro Bomba”, de Juan Cáceres

Longas Gaúchos

Melhor filme: “Raia 4”, de Emiliano Cunha

Curtas Brasileiros

Melhor filme: “Apneia”, de Carol Sakura e Walkir Fernandes
Melhor direção: Diogo Leite, por “O Menino Pássaro”
Melhor ator: Rômulo Braga, em “Marie”
Melhor atriz: Cassia Damasceno, em “Mulher que Sou”
Melhor roteiro: Renata Diniz, por “O Véu de Armani”
Melhor fotografia: Sebastian Cantillo, por “A Ética das Hienas”
Melhor montagem: Daniel Sena e Thiago Foresti, por “Invasão Espacial”
Melhor trilha musical: Carlos Gomes, em “Teoria Sobre Um Planeta Estranho”
Melhor direção de arte: Gutor BR, por “Sangro”
Melhor desenho de som: Gustavo Soesi, “Um Tempo Só”
Prêmio especial do júri: Divina Valéria e Wallie Ruy, pela auação em “Marie”
Júri da crítica: “Marie”, de Leo Tabosa
Melhor filme júri popular: “Teoria Sobre Um Planeta Estranho”, de Marco Antônio Pereira
Menção honrosa: Ester Amanda Schafe, pela interpretação em “A Pedra”
Prêmio aquisição Canal Brasil: “Marie”, de Leo Tabosa