Nesta quinta-feira (5), os curitibanos vão poder assistir à mais nova produção cinematográfica gravada inteiramente na capital paranaense. “Mirador”, filme do conterrâneo Bruno Costa e estrelado pelo ator de “Bacurau”, Edilson da Silva, chega às telonas depois de passar por diversos festivais brasileiros e de países da América Latina, além dos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Filmes e séries gravados em Curitiba e disponíveis em streamings

O longa conta história de Maycon, um boxeador que treina para retornar aos ringues enquanto divide seu tempo com subempregos. Pai de Malu, fruto de um relacionamento casual, o jovem enfrenta o desafio de precisar cuidar de sua filha sozinho. Entre a rotina exaustiva de treinos e bicos para sobreviver, sua maior luta ainda está por ser vencida, a de tornar-se pai.

Assim como “Coração de Neon” que foi gravado no bairro Boqueirão, “Mirador” escolheu os bairros das regionais da CIC e Santa Felicidade. O espectador ainda vai reconhecer alguns locais famosos da cidade como o Terminal do Pinheirinho e Rodoferroviário de Curitiba. Contou com recursos da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Fundo do Setor Audiovisual (FSA) e Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Profundo e reflexivo. O longa de Bruno Costa traz a realidade de um pai solteiro e batalhador. Sem grandes conflitos e dramalhão convencional, a história que é assinada pelo próprio cineasta junto com William Biagioli, encanta por trazer o drama do cotidiano, capaz de fazer o público se reconhecer em diversas situações. Aqui, o herói não tem superpoder, seu grande vilão é o sistema e sua verdadeira missão é dar uma melhor vida para sua filha.

Cena do filme "Mirador"
Cena do filme “Mirador”. Foto: Ana Málaga/Divulgação/Olhar Distribuição

Aliás, o que chama mais atenção na trama é a inversão de valores. Capaz de assustar o público com os preconceitos enfrentados pelo homem nas tarefas dominadas geralmente por mulheres, como matricular o filho na escola ou levar ao médico, e também, o fato da mãe abandonar a criança e não ao contrário. Mas afinal, porque só neste sentido choca?

Os roteiristas William Biagioli e Bruno Costa conseguiram amarrar muito bem estes conflitos nesta mimese do lutador profissional, na qual sua verdadeira luta é a vida. A estreia de Costa na direção de um longa-metragem de ficção mostra que o cinema curitibano tem potencial de conquistar ainda mais o público brasileiro e internacional.

“Mirador” é simplesmente emocionante e todos precisam conhecer esta obra paranaense.

Avaliação: ****
Pra quem curte: Drama
Pra assistir com: Amigos
Filmes e séries semelhantes: O Céu de Suely, Linha de Passe e Que Horas Ela Volta?