“Amor de mãe não tem limite”, essa é uma frase dita pela personagem Thelma, interpretada pela atriz Adriana Esteve, na novela da TV Globo “Amor de Mãe”. E por incrível que pareça, ela cai muito bem na minha análise para o filme “Fuja”, nova produção de terror da Netflix, que chegou na última sexta-feira (02).

“Fuja” é dirigido por Aneesh Chaganty e estrelado por Sarah Paulson, atriz conhecida pelas ótimas séries “American Horror Story” e “Ratched”; e pela estreante Kiera Allen .

VEJA TAMBÉM: Netflix lança filme com pegadinhas de câmeras escondidas

O longa conta a história de uma mãe, personagem de Paulson, que criou a própria filha, que é cadeirante e sofre de uma misteriosa doença, isolada do mundo exterior. No entanto, a jovem começa a descobrir que sua mãe guarda sinistros segredos.

filme fuja
Sarah Paulson e Kiera Allen no filme “Fuja”. Foto: Divulgação/Netflix/Allen Fraser

Um suspense de roer as unhas, Paulson impressiona por sua atuação hipnótica e perturbadora. As cenas com Allen, atriz que interpreta a filha de Sarah, são mistificantes.

O diretor Chaganty apresenta em uma narrativa simples, mas capaz de fisgar o espectador do começo ao fim. Acerta em trazer à trama a síndrome de Munchausen, um transtorno onde um membro da família busca a atenção de outrem.

LEIA TAMBÉM: Crítica de Cabra da Peste

Não é a 1ª vez que esta síndrome é retratada em produções, a série “The Act” é um famoso exemplo.

“Fuja”, de forma lúdica, traz a reflexão ao espectador: amor de mãe é capaz de tudo? Fica a dúvida.

Avaliação: ⭐⭐⭐
Pra quem curte: suspense, terror
Pra assistir com: amigos ou sozinho
Filmes e séries semelhantes: O Bebê de Rosemary, Caso 39 e Louca Obsessão