Seria a solução existir um dia, ou melhor, uma noite onde não tivesse lei e você poderia fazer o que quiser, sai na rua matando geral, por exemplo? Pois é, quem já viu a sequência de “The Purge”, que aqui no Brasil recebeu o nome de “Uma Noite de Crime”, sabe do que estou falando.

VEJA TAMBÉM: Conheça o novo Coringa

A saga mostra uma teoria aplicada para diminuir a criminalidade no país americano utilizando uso da violência para purificar a nação e manter a ordem que não existe mais. Na nova sequência, a história se passa na “inauguração” do projeto. “A Primeira Noite de Crime” mostra o descontrole da violência e a saga dos oprimidos pela salvação. Veja o trailer:

Cheio de ação, “A Primeira Noite de Crime” foge do terror e sustos presentes principalmente no primeiro filme “A Noite de um Crime” (2013), que inclusive, pra mim, é o melhor longa da saga. James DeMonaco entrega uma história fraca, a mudança de diretor para Gerard McMurray não foi uma boa escolha. As rasas atuações não salvam o filme recheado de explosões e tiroteio.

CONFIRA TAMBÉM: Netflix divulga o trailer da última temporada de House of Cards

A Primeira Noite de Crime” é aquele tipo de filme que você não vê a hora que acaba. Infelizmente a minha teoria sobre degastes de ótimas histórias de terror está correta e “The Purge” é um ótimo exemplo.

Hollywood, pare de fazer continuações para estragar uma saga. Grato.

O filme estreia nesta quinta (27) nos cinemas de Curitiba.

Avaliação: ⭐⭐
Pra quem gosta: suspense
Pra assistir: com amigos ou sozinho
Filmes/Séries semelhantes: Hush: A Morte Ouve, Motorrad – A Trilha da Morte e Violência Gratuita.

Netflix anuncia as estreias do mês de outubro