Com a chegada do Natal e Ano Novo, muitas pessoas já estão buscando lugares onde comemorar a passagem para 2021 – que esperamos – traga dias melhores. E mesmo em tempos de pandemia e indicação de distanciamento social, o interesse pela locação de imóveis no litoral tem aumentado de forma significativa.

+Leia mais! Pizza mordida, comida com cabelo e salada com inseto. E o direito do consumidor?

E também nessas situações, aqueles que têm a intenção de locar um imóvel devem ficar atentos, pois os golpistas estão agindo e causando uma enormidade de prejuízos. Na prática, o interessado vê um anúncio em redes sociais, faz contato com os telefones ali indicados – normalmente celulares – e as tratativas são iniciadas.

As fraudes têm ficado cada vez mais sofisticadas, pois são enviadas fotos com detalhes do imóvel, da infraestrutura próxima e ainda um suposto contrato de locação. Os inquilinos, de boa fé, acabam depositando os valores do aluguel nas contas indicadas pelos golpistas e claro, ficam no prejuízo, pois muitas vezes os imóveis sequer existem.

+Leia mais! E se o produto que comprei na Black Friday não foi entregue no prazo?

Para se proteger desse tipo de arapuca, é preciso ter alguns cuidados. Conhecer o imóvel antes de adiantar qualquer valor é fundamental. Evitar anúncios de desconhecidos também é importante. O ideal é buscar informações ou indicações de amigos ou conhecidos, ou negociar a locação através de imobiliárias, o que diminui o risco de prejuízo.

É preciso lembrar ainda que nas locações para temporada – cujo prazo não ultrapassa três meses – o aluguel pode ser cobrado adiantado, então todo cuidado é pouco.