Dia desses, um consumidor relatou ter encontrado um anúncio de um veículo zero quilômetro em um site de intermediação de compra e venda de produtos. A vendedora identificou-se como funcionária de um fabricante de veículos e, como tal, teria direito à compra de carros com desconto, podendo revendê-los para terceiros.

Loja vende carros de clientes e some com a grana!

O consumidor imediatamente interessou-se pela possibilidade e passou a trocar e-mails com a suposta “vendedora”, já que o valor do veículo estava abaixo daquele praticado pelo mercado para o mesmo modelo. Após alguma negociação, que incluiu o envio de documentos aparentemente idôneos e ligações telefônicas com atendimento bastante convincente, o consumidor realizou a transferência do valor integral, aproximadamente trinta mil reais para a conta indicada pela vendedora.

Pensando ter concretizado a negociação, foi surpreendido com a impossibilidade de contato já que a mesma simplesmente desapareceu e, em face do ocorrido, o consumidor procurou a delegacia de estelionato com o objetivo de registrar um boletim de ocorrência.

A situação narrada, lamentavelmente, é mais comum do que se imagina e vários consumidores têm caído em golpes parecidos, muito deles perdendo valores ainda maiores. Então é preciso muito cuidado e a certeza de que não há facilidades no mercado de consumo. Para esse consumidor, restará ingressar com uma ação judicial para tentar reaver o valor, situação que também pode não se concretizar.

“Dor de cabeça” Multimarcas