Você está sossegado em casa quando de repente recebe uma mensagem supostamente de um filho, filha, pai, mãe ou amigo mais próximo. Ele diz que precisa pagar um boleto ou de uma transferência, pois o seu banco ou seu celular estão com problemas. Você vê a foto do ente querido, não se atenta para um número desconhecido e faz a transferência. Cuidado, isso é GOLPE. E, se você cair, não tem muito o que fazer não.

Veja o recado da Claudinha Silvano, coordenadora do Procon-PR!