Com o 29 de abril de 2015 na cabeça, o governador Ratinho Jr determinou que a Polícia Militar montasse uma verdadeira operação de guerra para tentar garantir a segurança de deputados para a votação da reforma da previdência estadual. Cerca de 800 PMs de várias partes do Paraná foram deslocados para a região da Ópera de Arame. Só moradores tinham acesso e eram feitas pelo menos 3 verificações da identidade de cada um que tentava romper os cordões de isolamento. Apesar da expectativa de guerra, o clima no local foi de paz, bem como na região da Assembleia. No click do repórter fotográfico André Rodrigues, escudos da PM “descansam” na Rua João Gava. (Eduardo Luiz Klisiewicz)