Pra aventura sobre duas rodas ser perfeita, a moto tem que estar em dia. Pixabay

Checklist vai da bateria à capa de chuva: veja o que é importante para não ter aborrecimentos no caminho

As paisagens brasileiras e da América do Sul estão entre alguns dos destinos mais procurados por quem é apaixonado pelas aventuras sobre duas rodas. Montanhas, serras, estradas empoeiradas, altitudes, desafios e desenhos estonteantes compõem um espetáculo natural que atrai milhares de motociclistas em busca de uma experiência única. No entanto, seja para grandes percursos ou, até mesmo, para viagens mais curtas, cuidar da protagonista do passeio é fundamental. Antes de partir para esse tipo de passeio, a motocicleta precisa estar como o piloto: muito saudável!

Célio Dobrucki dá algumas dicas sobre os principais itens a serem verificados antes da viagem. Arquivo pessoal

“Se a moto estiver muito tempo parada, é importante sair com a moto uma ou duas vezes antes de pegar a estrada”, afirma Célio Dobrucki, referência no mercado de customização de motocicletas no Brasil. Outra dica é checar itens de segurança, como pneus, pastilhas e toda a parte de iluminação, como lâmpadas, freios e pisca/setas. A bateria é apontada por Célio como fundamental entre os itens a serem revisados previamente. “Se ela estiver perto da validade, pode falhar e você fica no meio da viagem. Então, recomendo que ela seja trocada antes de vencer”.

Vale lembrar que uma bateria motociclística de qualidade evita danos e atua na prevenção de acidentes.

Experiência

Experiente e aventureira, Lady Biker já se viu em apuros por não checar itens básicos de segurança. Por isso, já tem planilha pronta – eis uma de suas dicas – para não esquecer nada antes de partir rumo à aventura. “Difícil dizer um item principal, mas um que considero muito importante são os pneus. É preciso verificar o tipo e quantos quilômetros viáveis tem. Além disso, considero também freios e suspensão, troca de óleo, além de passar a revisão de “computador” para verificar erros”, pontua. Lady também recomenda guidão confortável, para evitar danos na coluna no caso de longas distâncias, o uso de um kit de ferramentas básicos, e atenção à fixação da placa. “Quase perdi a minha quando fui para a Chapada dos Veadeiros!”, sorri.

Lady Bike diz que o importante é estar com a moto no lugar em que você quer estar com ela. Arquivo pessoal

O piloto também precisa se cuidar. Por isso, a dica da Lady e de Célio é para que ele não se esqueça de usar roupas de proteção; ainda, de levar sempre uma boa capa de chuva, luvas e calçados resistentes. Ter em mãos mapas, carregadores de aparelhos eletrônicos, mapas dos pontos de abastecimento e contatos de pessoas confiáveis também é super-recomendável. “Minha dica de viagem é a seguinte: o mais importante é estar com a moto no lugar que você quer estar com ela. Assim, você vai fazer a melhor viagem!”, diz Célio. Lady é companheira dessa poesia. “Viver momentos inesquecíveis em turma ou sozinho na estrada é algo que só você e Deus sabem o quanto é divino e prazeroso”.