Vítima de pneumonia, Francisco Toda será homenageado em 'seu' jardim | Tribuna do Paraná

Publicidade

Ahu

O Jardim do seu Francisco

Foto: Bernardo Carlini
Luiza Luersen
Escrito por Luiza Luersen

“De poucas palavras, mas sempre muito querido por todos”, é assim que moradores do bairro Juvevê, em Curitiba, se referem a Francisco Toda, 83 anos, conhecido por seu capricho e presteza.

Todos os dias, sem falta, ele acordava cedo para limpar uma pequena praça ao lado de seu prédio, na esquina das ruas Marechal Mallet e Manoel Eufrásio. Nesta sexta-feira (31), às 19h, uma homenagem será feita ao “seu” Francisco, que faleceu há exatamente uma semana vítima de uma pneumonia inesperada.

Em um bilhete colado na “praça”, carinhosamente chamada de “Jardim do seu Francisco” pelos moradores do bairro, está o convite para a homenagem. A ideia é relembrar alguns bons momentos, plantar algumas sementes, fazer orações e, claro, enaltecer suas inúmeras qualidades, tão raras no mundo de hoje.

Foto: Bernardo Carlini
Foto: Arquivo Pessoal

“Todo mundo conhecia ele aqui e acabamos nos tornando amigos. Nós não sabemos nem quem organizou esta reunião, mas sabemos que ele tinha muitos amigos queridos no bairro. Foi uma morte inesperada, então esta homenagem é muito bacana. Ele acordava sempre às 5h para fazer isso e fazia porque gostava”, contou o morador Bernardo Carlini, 42 anos.

No terreno, que acabou conhecido como praça, ficava a sede da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES). Em 2014 o local acabou pegando fogo e com o incêndio veio o abandono e marcas de destruição. Foi assim que “seu” Francisco viu a oportunidade de começar algo bom. Além de cuidar e limpar do terreno, ele plantou rosas, hortênsias e até improvisou um balanço para as crianças se divertirem. No terreno não faltam plantas bonitas e até mesmo uma hortinha destinada à comunidade.

Marcos Toda, 49 anos, único filho do aposentado, e também morador do bairro, conta que o pai acabou fazendo amigos e que fica contente com a homenagem. “Foi de repente, ele estava muito bem, mas teve uma pneumonia e faleceu, depois de oito meses da morte de minha mãe. Ele deixa saudade, mas muitos aprendizados”, relembrou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Atenção!!! TSE julga neste momento se Lula poderá concorrer à presidência. Acompanhe!

Sobre o autor

Luiza Luersen

Luiza Luersen

(41) 9683-9504