Prostituição no Atuba: Travestis comentam reportagem | Tribuna PR - Paraná Online

Publicidade

Atuba

Questão de sobrevivência

Tribuna do Paraná
Escrito por Tribuna do Paraná

Após reportagem publicada pela Tribuna do Paraná na última segunda-feira (23), a respeito do clima de insegurança na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, no Atuba, onde a prostituição, o tráfico de drogas e a violência têm incomodado moradores da região, travestis que atuam naquela área procuraram o jornal para se manifestar sobre o assunto.

Nesta sexta-feira (27), uma das travestis, que se identificou como Bruna, contou que nenhuma delas têm participação no tráfico de drogas no bairro e que, apesar de serem usuárias, apenas fazem ponto ali para conseguirem sobreviver. Os moradores chegaram a informar, e acreditar, que elas teriam participação no tráfico, mas a travesti ressaltou que “todas as meninas trabalham na região de forma honesta e que não são criminosas.” Bruna ainda diz que comprou seu carro com o seu trabalho e que tudo é feito de forma honesta.

“Eu pago R$ 800 da parcela do meu carro e sou honesta. Eu não acho justo as pessoas acreditarem que nós traficamos. Nós não participamos disso e apenas usamos droga para conseguir encarar a profissão. A violência não está ligada a nós. Nós não traficamos, apenas trabalhamos no lugar”, alegou a jovem, que está no lugar todos os dias.

Outras amigas de Bruna se manifestaram com a mesma opinião. Ela ainda disse que muitos moradores gostam da presença delas, pois garante mais segurança na hora de sair de casa. “Eu não sei com quais moradores a reportagem falou, mas muitos deles gostam que a gente fique ali, porque fica mais seguro. Somos honestas e queremos deixar isso claro!” ressaltou.

Violência continua

Sobre as outras situações relatadas na primeira matéria publicada sobre o assunto, no entanto, nada mudou. A violência na região – assaltos, furtos e mortes – ainda incomoda moradores. Nesta semana um homem, que estava em um carro com alerta de roubo, foi baleado por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFVR), por volta das 21h desta quinta-feira (26), na mesma avenida.

Segundo a polícia, a equipe da DFRV estava acompanhando o veículo roubado e, quando o motorista desceu e se aproximou de outro suspeito que o aguardava, houve a tentativa de abordagem. Os dois tentaram fugir e um deles foi atingido pelos disparos dos policiais e caiu na calçada. O outro indivíduo fugiu.

Sobre o autor

Tribuna do Paraná

Tribuna do Paraná

(41) 9683-9504