Direto do campo - Caçadores de Notícias

Publicidade

Cascatinha

Direto do campo

Samuel Bittencourt
Escrito por Samuel Bittencourt
André tem clientela cativa todas as sextas-feiras. Foto: Gerson Klaina
André tem clientela cativa todas as sextas-feiras. Foto: Gerson Klaina

Com frutas e verduras fresquinhas, todas as sextas feiras o produtor André Lesnioski marca ponto com seu caminhão repleto de produtos hortigranjeiros. Há 12 anos, o morador de Campo Largo conquista os moradores do bairro Cascatinha, na escondida esquina entre as ruas Ermelino Mariano Ribas e Olímpio Trombini.

A jornada do agricultor começa muito cedo, por volta das quatro horas da manhã. “Antes mesmo do galo cantar já estou carregando o caminhão”, conta. É preciso, pois o ponto em que André para seu caminhão para estender sua tenda é disputado. “Se não chegar aqui nesse horário perco o dia, pois os carros da empresa de embalagens Trombini ocupam todo espaço”, se queixa.

Segundo clientes, qualidade é diferencial. Foto: Gerson Klaina
Segundo clientes, qualidade é diferencial. Foto: Gerson Klaina

Ao lado da reserva ambiental Araçá e Jataí, André estaciona seu caminhão e permanece até o meio-dia vendendo as verduras plantadas em seu sítio. “A maioria dos produtos minha família e eu plantamos, porém as frutas, pego direto com outros produtores no Ceasa”, explica. De acordo com o produtor, a qualidade supera os similares encontrados em supermercados.

Mas ele avisa que a pessoa tem que estar atenta ao prazo na hora de consumir. “Apesar de ser mais saudável, já que não usamos nenhum tipo de agrotóxico, as verduras duram menos tempo e precisam ser consumidas em até três dias”, comenta. Quem provou as verduras plantadas no solo de Campo Largo confirma a qualidade. “Além de ser mais em conta que muitos mercados, percebemos que a qualidade também é superior”, diz Luciano Reciere Santos.

Mais variedade

De acordo com a Secretaria Municipal do Abastecimento (SMAB), o programa “Direto da Roça” é uma oportunidade para o produtor conseguir aumentar seu rendimento eliminando intermediários. Mas André Lesnioski, com sua tenda no Cascatinha, é um dos últimos que ainda participam da iniciativa. Isso porque o programa está sendo substituído gradativamente pelas feiras livres. Ao invés de criar novos pontos, a secretaria está reunindo produtores com gêneros diferentes.

“Mantemos os produtores que já participavam do Direto da Roça em seus pontos, pois eles já conquistaram uma clientela. Mas nosso esforço atual é de promover feiras, pois tanto para os produtores quanto para a população é mais vantajoso encontrar uma variedade de produtos, ao invés de apenas um produtor, como funciona hoje”, explica o diretor de feiras e mercados da SMAB, Nivaldo Guimarães Vasconcelos. Além do programa Direto da Roça, o município realiza parceria com agricultores através das feiras livres e do Nossa Feira.

Serviço: Bairro Cascatinha, esquina entre a Rua Ermelino Mariano Ribas e Rua Olímpio Trombini. Horário: Sexta-Feira das 8h às 12h.

Sobre o autor

Samuel Bittencourt

Samuel Bittencourt

(41) 9683-9504