Agendamento de identidade e outros serviços irrita população em Curitiba

Publicidade

Centro

Agendamento difícil

Conseguir vaga para atendimento em órgãos públicos de Curitiba virou um verdadeiro “parto”

Filas, longa espera para ser atendido, burocracia e informações desencontradas. Estas são as reclamações mais frequentes entre quem procura atendimento presencial ou tenta agendamento de serviços nos principais órgãos públicos no Centro de Curitiba. Na calçada da Rua Pedro Ivo dezenas de pessoas tentam conseguir as senhas distribuídas na Agência do Trabalhador.

Eduardo acha que poderia aumentar o número de senhas.
Eduardo: tá bem cheio.

Desempregado desde o início do ano, o segurança Eduardo da Silva, 40, saiu de casa cedo para garantir seu atendimento. “Cheguei antes das 8h e encontrei bastante gente, tá bem cheio. Mas felizmente consegui uma senha e este atendimento foi rápido. Só que a quantidade de senhas distribuídas não é suficiente, deveria ser maior. Ou o atendimento poderia ser feito em outros lugares, para não acumular tudo aqui”.

Everlin frequenta a agência desde o final do ano passado
Biscoito era o almoço da Everlin no dia.

Já a servente de limpeza Everlin Ballino Gomes, 33, não teve a mesma sorte. No meio da manhã ela aguardava uma nova chance, com as senhas que são distribuídas para o atendimento no período da tarde. “Venho à agência direto desde o final do ano passado, praticamente todos os dias da semana. O atendimento aqui às vezes é bom, em outras não, depende do bom humor do atendente. Mas tem sempre muita gente, independente do horário. Hoje não consegui senha, mas vou esperar. Só Deus sabe que horas vou sair daqui”, diz a trabalhadora, que afirmou que poderia comprar apenas um biscoito como almoço.

Camila: Espero sair daqui com alguma coisa.
Camilla: Espero sair daqui com alguma coisa.

Procurando vaga de auxiliar administrativa há oito meses, Camilla de Souza, 21, também disputava uma senha. “O rapaz que está atendendo falou que pra conseguir senha tem que chegar entre 5h e 5h30. Tem muita gente. Quem chega depois já não consegue mais senha. Mas o atendimento é bom, eles explicam certinho. Entre 10h30 e 11h, eles distribuem as senhas para a tarde, mas tem pouca senha e é muita a procura. Tá muito difícil, mas espero sair daqui com alguma coisa”, diz.

Mais atendentes

Foto: Felipe Rosa
61 agentes foram contratados via PSS para melhorar o atendimento da Agência do Trabalhador. Foto: Felipe Rosa

A coordenadora de Intermediação de Mão de Obra da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), Angela Carstens, explica que 61 agentes foram contratados via Processo Seletivo Simplificado (PSS), dobrando a capacidade de atendimento da Agência do Trabalhador. “Os novos atendentes já estão sendo treinados e a partir da próxima semana todos os serviços serão oferecidos com maior qualidade”, explica.

Maratona pro agendamento do RG

Fernando está há 3 semanas tentando fazer a solicitação da segunda via do RG. Foto: Felipe Rosa
Fernando está há 3 semanas tentando fazer a solicitação da segunda via do RG. Foto: Felipe Rosa

Perto dali, na sede do Instituto de Identificação do Paraná (IIPR), na Rua José Loureiro, tem muita gente insatisfeita. O artista iluminador Fernando Dourado, 39 anos, enfrentou uma verdadeira maratona até conseguir a segunda via da sua carteira de identidade. “Há três semanas estou tentando fazer meu RG. Depois de insistir muito, por quatro dias, consegui fazer o agendamento pela internet. No dia marcado, fui até o Instituto de Identificação, no Centro. Mas não deu certo porque minha certidão de nascimento original estava rasgada. O problema é que não me informaram direito como resolver. Fiquei chateado, até reclamei no site. Mas depois de vir várias vezes até o instituto, consegui sair com o protocolo, para vir buscar minha carteira daqui uns dias”.

Após ser assaltada, a auxiliar de costura Carla do Rocio Emídio, 51, também foi atrás da segunda via da identidade. “Desde a semana passada tento um agendamento, já fui a vários postos do Instituto de Identificação e fui ‘jogada’ de um para o outro. No site não tem nenhuma data disponível. Mas hoje, coincidentemente no mesmo dia em que a Tribuna do Paraná esteve no Instituto de Identificação, consegui um horário para amanhã de manhã”, comemorava, com o protocolo do agendamento em mãos.

Foto: Felipe Rosa
Carla: No site não tem nenhuma data disponível. Foto: Felipe Rosa

O IIPR reconhece que é grande a procura do agendamento via internet e faz um apelo à população. “Mais de 30% dos agendamentos online não são realizados, pois o solicitante não comparece aos postos para a confecção do documento e isso também atrapalha o serviço prestado à sociedade. Além disto, nesta época do ano a procura também triplica em virtude das férias escolares”, informa, em nota. Segundo o órgão, diariamente 800 horários para agendamento são disponibilizados pelo site. O IIPR planeja aumentar o efetivo nos postos para ampliar as vagas.

Taxas caras e nada de vagas

Foto
Ulisses: Não tem agenda para o curso de reciclagem.

Com a carteira suspensa, o empresário Ulisses Fabiano Ritter, 42, procurou o posto de atendimento do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran PR) na Rua João Negrão, para se inscrever no curso de reciclagem para motoristas, mas acabou indo embora frustrado. “Não tem agenda para o curso de reciclagem, fui informado que preciso olhar no site ou voltar aqui todos os dias, até conseguir. E isso que já faz duas semanas que estou tentando este agendamento. Vou ter que seguir sem carro, tendo que recorrer aos táxis ou ao Uber”, reclama.

Crizanto reclama sobre o custo das taxas
Crizanto reclama sobre o custo das taxas

A queixa do servidor público Crizanto Westphalen, 44, é outra. “Fia agendamento pelo site e hoje fui bem atendido, não demorou muito. Mas me assustei com as taxas. Fiz uma alteração em minha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e achei muito cara a taxa. Tenho parentes em Santa Catarina, lá todos os serviços do Detran são bem mais em conta”.

O Detran informa que os serviços que dependem de vistoria digital e captura de imagem devem ser feitos presencialmente. Os demais, pela internet, nos totens, pelo aplicativo para smartphones e tablets ou pela televisão. Com relação ao atendimento ao público, o órgão afirma que investe regularmente em melhorias de sistemas, novas tecnologias, equipamentos e infraestrutura. Sobre a ausência de vagas para o agendamento do curso de reciclagem, o órgão esclarece que entre dezembro e janeiro, a procura por serviços nas unidades do da capital aumentou 60%. “Por isso é comum que as pessoas tenham mais dificuldade para agendar o curso de reciclagem. Além do Posto no Central, o Detran oferece mais dois locais para realização do curso – Posto Hauer e a sede do Departamento no bairro Tarumã. Em média são abertas diariamente 50 vagas na capital. E neste período de maior pico de movimento, o Detran tem disponibilizado todos os dias dois funcionários da sede do Tarumã para o Posto Central a fim de estabilizar o atendimento. Foram também contratadas mais dois atendentes para orientação e esclarecimento de dúvidas nos totens de autoatendimento”, cita, em nota.

Horário reduzido

Horário de funcionamento do atendimento da URBS na Rodoferroviária sofreu redução. Foto: Felipe Rosa
Horário de funcionamento do atendimento da URBS na Rodoferroviária sofreu redução. Foto: Felipe Rosa

Usuários do cartão transporte têm no posto da Rodoferroviária um dos principais locais de atendimento disponibilizado pela Urbanização de Curitiba S/A (Urbs). Recentemente, o horário deste posto foi reduzido, funcionado agora apenas das 8h às 14h. Mudança que não agradou a todos.

João considera a mudança ruim
João considera a mudança ruim.

“Utilizo o transporte público há 30 anos, costumo recarregar meu cartão na Rodoferroviária e sempre fui muito bem atendido. Mas considero ruim essa mudança no horário. Ele deveria ser ampliado, estendido e não encolhido. Um terceiro turno seria ideal, atenderia quem só pode vir depois do trabalho. Isso é uma falha do serviço público em geral no Brasil. Outra coisa ruim é que tem poucos pontos disponíveis na cidade para a recarga dos cartão transporte”, aponta o psicólogo João Antônio Negrelo Filho, 58.

Foto
Lormírio acha que a mudança no horário não altera em nada.

Já o taxista Lormírio Mendes, 68, não vê problemas na troca de horários. “Desde novembro está assim. Acho que não altera em nada, já o atendimento é rápido e é difícil ter filas. A procura geralmente vai só até o horário do almoço. Venho quando preciso regularizar alguma notificação, por mim tudo bem funcionar até as 14h, como no Detran”.

Para quem precisa obter ou recarregar o cartão transporte, a Urbs explica que o atendimento no posto da Rodoferroviária foi reduzido em função de um acordo trabalhista feito pela gestão anterior. Mas ressalta que este não é o único local onde as recargas podem ser feitas. “Também é possível fazer recargas pela internet ou em um dos 24 pontos credenciados, como bancas de jornal no Centro da cidade ou em espaços comerciais nos terminais. Além disto, a Urbs ainda possui postos de atendimento nas Ruas da Cidadania”, esclarece, em nota.

COMO E ONDE AGENDAR?

Foto: Felipe Rosa
Foto: Felipe Rosa

Vagas de emprego e seguro-desemprego

– Na Agência do Trabalhador o atendimento é feito pessoalmente.
– Em breve deve ser implantado o agendamento da intermediação de vagas de trabalho, como ocorre com o requerimento do seguro-desemprego, que pode ser feito pelo site.
– Quem busca trabalho precisa levar seus documentos pessoais; o mais importante é a carteira de trabalho.
– Agência do Trabalhador: Rua Pedro Ivo, 744 – Centro. Telefone: (41) 3883-2200

RG (primeira e segunda vias)

– Só pelo site Instituto de Identificação do Paraná
– Orientação é para que as pessoas entrem a partir das 8h30, no máximo 9h, para realizar o agendamento e, caso não consigam, tentem no dia seguinte.
– Pelo site, pessoas com documento de identidade feito em até cinco anos podem solicitar a segunda via rápida.
– Idosos com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo, obesos e portadores de necessidades especiais têm prioridade no atendimento.

CNH, IPVA e serviços do Detran

– Recomendação é procurar pelo atendimento presencial entre 8h e 11h, quando o fluxo de pessoas costuma ser menos intenso. O atendimento ao público vai até as 14h nas unidades:

  • Av. Victor Ferreira do Amaral, 2940 – Tarumã
  • Rua João Negrão, 246 – Centro
  • Rua Frederico Maurer, 1748 – Hauer

– Site do Detran PR oferece vários serviços e consultas, inclusive o cadastro no DETRAN+, que permite realizar alteração de endereço, entrada de recursos de multa, suspensão e cassação, entre outros.

Recarga do cartão transporte

  • Na Travessa Moreira Garcez, em frente à galeria Tobias de Macedo.
  • Banca – na esquina das ruas Barão do Cerro Azul e 13 de Maio
  • Nas Arcadas do Pelourinho – em frente à Loja Riachuelo
  • Banca Bom Jesus – na Praça Rui Barbosa, na lateral da André de Barros perto da Rua 24 de Maio
  • Banca Bom Jesus II – na Praça Rui Barbosa, na lateral da Rua Pedro Ivo perto da Voluntários da Pátria.
  • Banca Revistaria Cultura – na Praça Rui Barbosa, na lateral da Rua Pedro Ivo perto da Desembargador Westphalen
  • Banca da Cátia – na Praça Rui Barbosa, em frente ao Colégio São José
  • Banca em frente a loja Pernambucanas – na Praça Tiradentes, ao lado do Marco Zero
  • Banca Carlos Gomes – na Praça Carlos Gomes, na lateral da Monsenhor Celso com José Loureiro
  • Banca Staub – na Avenida Marechal Deodoro, esquina com João Negrão, em frente ao Shopping Itália
  • Banca de café – Café Zacarias – na Praça Zacarias
  • Banca Passeio – na Praça 19 de Dezembro
  • No Centro Cívico – perto da Prefeitura e em frente ao Banco Itaú
  • No Centro Cívico – na Avenida Cândido de Abreu, perto da Comendador Fontana
  • Em terminais de transporte:
  • Lanchonete Haluche – Terminal Cabral
  • Lanches Veneto – Terminal Santa Felicidade
  • Tívoli Comércio de Jornais – Terminal Campina do Siqueira
  • Vital & Araújo – Terminal Vila Hauer
  • Revistaria Portão – Terminal Portão
  • Tailândia Doces e Salgados – Terminal Centenário
  • Lanchonete do Terminal Fazendinha – Terminal Fazendinha
  • Banca e Revistaria Santa Júlia – Terminal Campo Comprido
  • Kerida Present’s – Rua da Cidadania Boa Vista

* Mais informações no site da URBS

Confira mais notícias do Centro

Sobre o autor

Paula Weidlich

(41) 9683-9504