Publicidade

Curitiba

Reviravoltas da vida

Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
Escrito por Giselle Ulbrich

Voluntária que realiza sonhos de outras pessoas é surpreendida com festa de casamento “surpresa”

A vida dá voltas que a gente não imagina. A cerimonialista Joseane Schanoski, 36 anos, passou por um grande trauma na vida. Nunca mais quis saber de ter um companheiro e fugia da ideia de casar e entrar de branco na igreja. Aí se jogou de corpo e alma num projeto voluntário que ela mesma criou, o Conto de Fadas, que organiza casamentos e festas de 15 anos a pessoas carentes.

Sentia-se realizada realizando os sonhos dos outros, até o dia que seus amigos do projeto lhe pregaram uma grande (e boa) surpresa (que ela descobriu há poucas semanas, quando já estava tudo organizado): o projeto Conto de Fadas vai realizar o casamento de Joseane, na noite desta sexta-feira (21).

Esta é uma situação que a cerimonialista nunca imaginou passar: trocar de posição de realizadora de sonhos para ser a “princesa” da festa, como eles chamam algumas meninas ajudadas pelo projeto. “Estou sentindo na pele tudo o que as meninas dos 15 anos e dos casamentos que o projeto atende sentiram durante todo o processo de preparação dos sonhos, sem saber exatamente como vai ser.

Eu não sabia de nada. Montaram um grupo de Whats para decidir tudo e até minha filha estava nele. Eu nunca pensava que ia casar na igreja. E agora o pessoal me surpreendeu com essa festa”, contou Joseane, nervosa, na manhã do dia do casamento.

Vida que dá voltas

Joseane já teve um marido, com quem teve uma filha. Mas ele faleceu em 2004 e isto lhe causou um enorme trauma. “Fiquei com medo. Me revoltei contra Deus e saí do céu direto pro inferno. Minha filha era muito pequena, minha batalha foi muito difícil. Depois de um tempo conheci o Iryco. Mas eu não queria saber de homem nenhum mais. Tinha medo de acontecer tudo de novo”, disse Joseane.

Casamento foi organizado pelos companheiros de projeto, sem que Joseane soubesse. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná
Casamento foi organizado pelos companheiros de projeto, sem que Joseane soubesse. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná

Mas por muita insistência de uma amiga, Josiane ficou com Iryco, que há um tempo vinha gostando da cerimonialista. Ele também havia passado por momentos difíceis exatamente na mesma época que Joseane, sofreu muito. Os dois deixaram os momentos ruins para trás e começaram a escrever uma historia juntos.

Mais de 10 anos se passaram e Joseane teve a ideia do projeto Conto de Fadas, levando aos outros o que ela imaginou que nunca mais teria na vida. A ideia do projeto veio a partir da postagem de uma jovem curitibana, que ia se casar, mas na última hora precisou cancelar a festa porque ficou desempregada. Então ela fez um desabafo no Facebook, pedindo desculpas a todos (convidados e profissionais já contratados) e explicando os porquês.

“Eu sempre gostei de ajudar as pessoas. Quando me recuperei do luto, coloquei na cabeça que queria ajudar as pessoas, mas de forma diferente, porque todos dão cestas básicas, roupas. Eu queria algo diferente. Até que um dia vi o post da Michele no Facebook falando do casamento que ela estava desmarcando porque tinha perdido emprego.

Então Deus me iluminou e meu coração disse que eu ajudaria realizando sonhos das pessoas. Esta era a forma diferente que eu tanto pedia a Deus que me mostrasse”, diz Joseane, que juntou um grupo de voluntários para organizar festas de casamento e 15 anos para pessoas carentes.

O grupo seleciona pessoas que realmente não tenham nenhum recurso, mas que sonham com o casamento ou a festa de 15 anos. E as festas são 100% voluntárias: um ateliê dá os trajes dos noivos, a floricultura cede os arranjos de flores, o supermercado dá os alimentos e o buffet prepara as refeições da festa, a banda leva seus equipamentos e toca sem cobrar pelo serviço.

Tudo voluntariamente e com a condição de que nenhum dos voluntários queria aproveitar-se do apelo social do evento para se promover. E assim o projeto Conto de Fadas já realizou o sonho de pelo menos 10 pessoas, debutantes e noivas.

+Leia mais: História da Michele, que fez o desabafo no Facebook

“A gente ficou sabendo que este era o sonho dela, de casar na igreja, vestida de noiva, de ter uma festa bonita. Então organizamos tudo pra Jose. Estamos todos felizes, realizando o sonho de quem sempre se dedicou de corpo e alma à felicidade dos outros.

E essa festa tinha que acontecer mesmo, porque durante a organização, as coisas foram fluindo muito rápido, positivamente, nada deu errado”, contou Eliane Cagé, que faz bolos artísticos e abraçou o projeto voluntário a partir da segunda festa realizada. Para isto, contaram com a ajuda do cerimonialista Cristiano A. Kovalski, que organizou tudo e conseguiu muitos voluntários, para que nada faltasse.

O casamento de Joseane e Iryco será realizado na Paróquia Santa Luzia e São Nicolau, no bairro Mercês, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (21), seguido de recepção num buffet do bairro Umbará.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Veja quantos sonhos o projeto Conto de Fadas já realizou:

+Leia mais: As outras festas que cobrimos

Dia de princesa

Sobre o autor

Giselle Ulbrich

(41) 9683-9504