Com síndrome rara, menino de Curitiba precisa de ajuda pra seguir vivo

Publicidade

Curitiba

Erick espera presente de Natal que vai salvar sua vida

Escrito por Alex Silveira

Jovem Erick precisa arrecadar dinheiro para comprar remédios e se manter vivo

Com sua UTI instalada em casa, o jovem Erick Ismael da Silva, de 16 anos, – portador da Síndrome de Lenoxx – precisa arrecadar dinheiro para se manter vivo.

Segundo a mãe, Dalvana Correia da Silva, os medicamentos renovados pelos médicos, em novembro, foram a bombinha de oxigênio e o antiepilético. A necessidade imediata é comprar remédios, cabos do monitor de UTI, talas para as mãos e o extensor da pressão. Somente os remédios novos custam cerca de R$ 700 mensais. Eles são essenciais para manter Erick vivo.

O caso do menino é acompanhado pelos Caçadores de Notícias desde 2014. A família tem poucos recursos e a mãe só conseguiu comprar medicação para mais 15 dias, a partir de quinta-feira (12).

Segundo Dalvana, tirando os remédios, os outros equipamentos que faltam custam mais R$ 1 mil. “Os remédios e os cabos dão cerca de R$ 1,7 mil. Não temos esses recursos. Em novembro, na troca dos remédios, eu consegui comprar um de cada, com a ajuda do pessoal da igreja. Mas eles duram 30 dias. Não posso deixar acabar. Preciso de ajuda, novamente”, contou a mãe.

Remédios que mantém Erick vivo custam cerca de R$ 700 reais por mês. Foto: Giuliano Gomes/Arquivo/Tribuna do Paraná

Erick nasceu com paralisia cerebral e, por causa disto, vários outros problemas e doenças foram surgindo no meio do caminho, como a microcefalia, a Síndrome de Cush e a Síndrome de West. O jovem continua surpreendendo com sua força e recuperação, até mesmo quando suas condições de saúde pioram bastante.

Como colaborar diretamente?

Dalvana: (41) 99546-6503 e (41) 98870-4358

Conta bancária

Caixa Econômica Federal
Agência 4744
Operação 013
Conta-poupança 3357-8
Dalvana Correia da Silva
CPF 060.565.959-19

Sobre o autor

Alex Silveira

(41) 9683-9504