Lojistas com medo - Caçadores de Notícias

Publicidade

Novo Mundo

Lojistas com medo

Tribuna do Paraná
Escrito por Tribuna do Paraná

Cada vez mais frequentes, os assaltos na Rua João Bonat, no Novo Mundo, assustam moradores e trabalhadores da região. Lojistas adotaram medidas extras de proteção para tentar diminuir a criminalidade.

A comerciante Jéssica Bettega conta que dois rapazes entraram na distribuidora de bebidas por volta das 20h da quarta-feira retrasada (23) e deram voz de assalto. “Um deles com  aproximadamente 1,85 m de altura, pesando uns 80 kg, aparentava ter 25 anos, moreno claro. O outro parecia ser menor de idade, magro, com 1,65 m, moreno claro, nariz e rosto fino”. Segundo ela, no mesmo dia em que seu estabelecimento foi vítima dos marginais, houve relatos de dois assaltos no bairro, às 10h e 20h30, em que os envolvidos tinham características físicas semelhantes. Em função da ocorrência, passou a fechar o portão da loja no fim da tarde e atender os clientes pela grade.

Foto: Lineu Filho
Sandro: “Hoje a gente não consegue mais distinguir se alguém entra na sua loja para assaltar ou comprar”. Foto: Lineu Filho

Uma moradora da via, que preferiu não se identificar, contratou um segurança para inibir os criminosos. “Pensamos em cancelar o serviço, mas apesar da crise e do movimento baixo, optamos por continuar, pois é preferível pagar a correr o risco de morrer”. Assaltado três vezes em menos de um ano, o vendedor Sandro Troge ficou desconfiado. “Hoje a gente não consegue mais distinguir se alguém entra na sua loja para assaltar ou comprar, é um clima de insegurança generalizado”, desabafa.

O comandante do 13º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Carlos Eduardo Rodrigues Assunção, afirma que o policiamento é norteado principalmente pelos boletins de ocorrência. “Pode acontecer que eventualmente alguns desses eventos se repitam na região. Por isso a população deve estar ciente de que é importante fazer um BO, pois é uma maneira de contermos a criminalidade”.

Leia mais sobre Novo Mundo

Sobre o autor

Tribuna do Paraná

Tribuna do Paraná

(41) 9683-9504