Homem está desaparecido em Curitiba e família se desespera por informações

Publicidade

São Braz

Possível vítima de 'saidinha de banco', homem está desaparecido. Família pede ajuda!

Tribuna do Paraná
Escrito por Tribuna do Paraná

O mestre de obras Gabriel de Paula Ramos, de 47 anos, está desaparecido desde o último dia 6 de dezembro. Segundo relatos de pessoas próximas, a última vez em que foi visto ele ia ao banco buscar o pagamento dos funcionários, por volta do meio dia. Desde então, Marli de Fátima Marcondes, 53 anos, busca informações do marido.

O mestre de obras saiu para trabalhar naquele dia e desde então não foi mais visto. De acordo com a esposa, ele fez sua rotina e, como sempre, por volta das 12h, aproveitou o intervalo de almoço para buscar o dinheiro para os trabalhadores. Eles só perceberam que o patrão não retornava após mais de uma hora de sua saída e resolveram ligar para a família para saber o que havia acontecido.

Segundo Marli, o marido sempre saía com celular já que recebia ligações de serviço. “Ele sempre liga. Ele saiu com celular e quando demorava ele me ligava avisando o que aconteceu e que horas ia chegar. Ele é muito responsável. Quando soubemos que ele estava sumido, ligamos para ele e não atendia, dava caixa postal. Tentamos pelo aplicativo, mas a última vez que ele viu foi às 13h daquele dia”, conta.

Para Maria Lucia dos Santos, 54 anos, que é amiga da família, Gabriel não tem inimigos e sempre foi humilde, além de ser querido de todos. Para a família o momento é de tristeza e muita tensão, já que ainda não se tem informações sobre o paradeiro dele.

Segundo Lucia, uma câmera de segurança na empresa em que Ramos trabalha flagrou o momento em que ele deixava o local para ir até à agência. A família já procurou por ele em vários locais. “Já fomos em hospitais e outros lugares na esperança de encontrá-lo. A esposa está arrasada, já foi para o hospital porque passou mal, só chora. Eles nunca tiveram uma discussão. Não queremos pensar o pior”, comenta a amiga.

Vítima de assalto

Morando há 25 anos no bairro Jardim Graziela, em Almirante Tamandaré, Ramos fazia esse trajeto entre a casa e o trabalho que fica no bairro São Brás, em Curitiba, há pelo menos dois anos. Em 2018, de acordo com a família, ele havia sido assaltado após sair da agência bancária em circunstâncias semelhantes. Familiares, amigos e funcionários acreditam que ele possa ter sido novamente vítima de assalto.

Pista

Nesta segunda (9), por volta das 20h, uma equipe da Polícia Militar estava em patrulhamento pela região de Campo Largo quando localizou um veículo Uno de cor branca, que é de Gabriel Ramos.

Pouco tempo depois, os familiares chegaram ao local e uma busca foi iniciada pela região. “A Polícia nos ligou dizendo que haviam encontrado o carro do meu marido. Aí fomos para lá e começamos a procurar. Não sei o que fazer e nem o que pensar”, relata a esposa.

A Polícia

Em nota a Polícia Civil do Paraná informou que o carro está sendo periciado no Instituto de Criminalística do Paraná aguardando os laudos. A Polícia ainda informou que os detalhes da investigação seguirá em sigilo.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Gabriel Ramos deverá ligar para à Divisão de Proteção a Pessoa (DPP) pelo telefone: (41) 3883 7155.

Colaboração: Rodrigo Cunha

Sobre o autor

Tribuna do Paraná

Tribuna do Paraná

(41) 9683-9504