Asas pra vida - Caçadores de Notícias

Publicidade

São Miguel

Asas pra vida

Carolina Gabardo Belo

Quando deixou o sistema prisional em 2007, Oscar Moreira, 40, conseguiu dar novo sentido à sua vida e à de centenas de ex-presidiários. A partir de sua experiência encarcerado, ele, junto com outros 11 ex-detentos, criou a ONG Anjos (Amigos Nova Jerusalém Organização Social), que oferece apoio a quem está ou já deixou a prisão.

A inspiração para o trabalho surgiu ao observar a dificuldade que muitas famílias enfrentam quando algum parente é preso. Muitas, em geral de origem humilde, não sabem o que precisam fazer para participar das visitas aos detentos, nem quais as regras, como, por exemplo, não ter passagem pela polícia, ser parente de primeiro grau do preso e respeitar a lista de alimentos autorizados.

Facções

Oscar: família é fundamental. Foto: Felipe Rosa.

“Muitos só se batizam nas facções porque se sentem abandonados. A facção oferece advogado, dá cesta básica, ajuda na papelada pra fazer o casamento e assim receber visita íntima, mas depois tem um preço a pagar aqui fora”, observa Oscar, presidente da instituição, sediada na Vila São Miguel. Para promover o ex- presidiário como cidadão, a ONG oferece orientação jurídica ao preso e seus familiares, atendimento psicológico, acompanhamento por assistentes sociais e cursos profissionalizantes com encaminhamento para o mercado de trabalho.

A capacitação acontece principalmente na área da construção civil.

Expansão a outros estados

São 4,8 mil cadastrados na ONG Anjos. “A gente também sempre fala muito para a família não abandonar o preso. Só a presença da família já basta, ajuda bastante e faz muita diferença”, destaca o presidente da Anjos.

Grafite é uma das atividades. Foto: Felipe Rosa.
Grafite é uma das atividades. Foto: Felipe Rosa.

A manutenção dos trabalhos conta com a ajuda de parceiros, principalmente empresários que acreditaram e investem na iniciativa. Foi com a ajuda destes parceiros que o projeto se expandiu e atua também nos municípios de Jaraguá do Sul (Santa Catarina) e Esteio (Rio Grande do Sul).

Doações

O atendimento da ONG se estendeu para toda a comunidade, como a arrecadação e doação de roupas e alimentos a famílias que moram na invasão próxima à sede da Anjos, com o envolvimento dos próprios ex-detentos na iniciativa. Eles também participam de atendimentos a moradores de rua. “Desta forma eles se sentem ainda mais úteis, fazendo a diferença”, afirma Oscar.

Serviço:

ONG Anjos

Fone: 3088-4727
http://www.onganjos.org.br/

Rua Carlos Eduardo Martins Mercer, 31 São Miguel

Leia mais sobre São Miguel.

 

Sobre o autor

Carolina Gabardo Belo

Carolina Gabardo Belo

(41) 9683-9504