Cenário de Flor - Caçadores de Notícias

Publicidade

Nosso Bairro Nossa Casa Sítio Cercado

Cenário de Flor

Escrito por

Quem passa pela Rua Vênus, no Conjunto Salgueiros, no Sítio Cercado, pode se deparar com a simpática senhora no auge dos seus 79 anos cuidando de cada detalhe de seu jardim. Na pequena área em frente à casa bege, Idaisa da Silva trata com carinho as rosas, amores perfeitos e margaridas, que compõem o cenário vivido diariamente pela aposentada. “É o meu passatempo predileto. Aqui me sinto bem. Desde que me mudei pra cá, tenho esse cuidado com as plantas”, conta.

Idaisa é moradora da Vila Salgueiro há 33 anos e desde então faz do seu jardim um modo de vida. “É sagrado. Todos os dias levanto e dou um trato geral. Tiro as folhas mortas, as pequenas pragas da grama, podo a roseira e dou água às plantas. É como se fosse um compromisso. Depois que faço isso, me sinto bem melhor e continuo meu dia”, conta.

No pequeno jardim de Idaisa há uma roseira com quase dois metros de altura, além de dois canteiros – um com amor perfeito e outro com margaridas. Na calçada, ao pé de uma pequena árvore, mais flores. “Hoje vocês pegaram um dia ruim. A grama está um pouco alta e com algumas pragas. Mas quero ver se troco. Pra deixar tudo perfeito”, brinca a aposentada.

Lado bom

Apesar do tempo que o jardim demanda, Idaisa conta que todo o trabalho entre as plantas vale a pena. “Eu gosto e os vizinhos também gostam. Todo mundo elogia. Além de tudo, a vizinhança fica mais bonita e apresentável com o meu e os outros jardins da região. A rua ganha mais vida. E é bom mostrar esse lado do bairro. Geralmente só mostram os crimes”, lembra.

Tempestade causa estragos

O temporal no início da tarde de segunda-feira fez estrago na sede da Associação dos Moradores do Conjunto Salgueiros, no Sítio Cercado. A estrutura, que é delicada, sofre com os fortes ventos e quantidade de chuva na região. Algumas telhas da estrutura caíram por causa da ventania e parte do local ficou alagado. Ontem, quando os Caçadores de Notícias estiveram no local, a situação já estava normalizada.

Sobre o autor

(41) 9683-9504