A votação foi movimentada durante o período da manhã na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em Curitiba. No entanto, eleitores afirmaram que não tiveram problemas com longas esperas nas filas durante a tarde. Segundo os fiscais do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) que trabalharam no local de votação, o movimento pela manhã foi causado pela nova distribuição das seções na PUCPR.

+Leia mais! Cadeirante é carregado pelas escadas em seção eleitoral de Curitiba

Para evitar a longa fila de espera, Lucinda Gomes Duarte, de 38 anos, veio até a PUCPR pela manhã, mas, ao ver o movimento, voltou para casa. “Estava muito cheio por volta das 11h. Então, decidi voltar mais tarde. Ainda bem, porque não demorei nada agora”, afirma a dona de casa que votou em poucos minutos.

Apesar dos locais de votação terem sido alterados, os eleitores conseguiram se organizar durante à tarde. “Não tive nenhum problema, achei minha seção e sou a próxima a votar”, contou Edi Machado de Lima, dona de casa de 57 anos.

Além dos eleitores, os mesários que trabalharam hoje no prédio também afirmaram que no período da tarde o movimento foi mais tranquilo. “Na minha seção não tivemos problema à tarde. O maior movimento foi pela manhã mesmo”, relatou o 1 mesário, Paulo Henrique Cordeiro da Silva, de 35 anos.

Paulo ainda disse que muitas pessoas se prepararam para a votação, trazendo o título em mãos e sua própria caneta. “Eu diria que 70% das pessoas que passaram pela minha seção hoje trouxeram a própria caneta. Mas, caso não tragam, a gente tem uma aqui que eles podem usar e depois passar álcool em gel nas mãos”, conclui.

Votação durante a pandemia

Além de conseguirem confirmar seu voto sem demora, os curitibanos também elogiaram a organização do local em relação aos cuidados com a COVID-19. “Estou me sentido seguro para votar aqui. Achei tudo muito organizado. Há distanciamento nas filas e álcool em gel para usarmos”, contou o pedreiro de 45 anos, José Walmir Ribeiro.

Edi também aprovou a segurança para votar. “Eu já passei meu álcool aqui e vou usar minha caneta. Mas, depois de votar na urna vou passar o deles também”, disse.

No local, há álcool em gel dentro das seções sendo oferecido pelos mesários e também nos corredores da universidade.