O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TER) contabilizou 135 urnas substituídas em um total de 22 mil seções neste primeiro turno das eleições 2020 no Paraná. Além disso, a Polícia Militar contabilizou 85 pessoas detidas/apreendidas até pelo menos 16h deste domingo. Destas, três foram em Curitiba.

Ainda no teor policial, foram apreendidos no Paraná 11.984 santinhos/panfletos e 262 adesivos, duas bandeiras e uma faixa. Foram 69 pessoas encaminhadas para assinatura de termos circunstanciados e apreendidos 11 veículos. Em Curitiba foram três detidos e dois termos circunstanciados.

Segundo a Polícia Militar foram 115 ocorrências de boca de urna. “Em um tempo de campanha 100% pela internet, ainda existe aqueles que insistem em fazer o derramamento de santinhos, crime de boca de urna. Além disso existe a boca de urna virtual. Se tinha algo publicado antes, tudo bem, mas hoje não”, explicou Tito Campos de Paula, presidente do TRE-PR.

O número de abstenções por causa da pandemia de coronavírus é uma preocupação, já que muita gente pode ter deixado de votar por medo. Tito Campos de Paula, presidente do TRE-PR, informou que ainda não é possível calcular. “Pra fazer esse trabalho tem que entrar em contato com locais de votação e pedir uma somatória manual, o que atrapalharia o processo. Nos anos anteriores esse índice girava em torno de 18 a 20%.

Dia histórico

Sobre o processo eleitoral em si, Tito Campos disse que o domingo de eleições foi especial. “Com certeza o 15 de novembro de 2020 é um dia que entrou para a história do país e também do Paraná, principalmente em razão da pandemia. Nos preparamos de uma forma especial o que acabou ajudando para a normalidade das eleições”,, disse.

Temporal e apagão

Seções eleitorais em mangueirinha, Ortigueira, Centenário do Sul, Rebouças, Coronel Vivida, Tibagi, Telêmaco Borba e São João do Triunfo foram afetadas por queda de energia. “Mas as urnas têm um sistema de bateria que funcionaram normalmente. Não houve interrupção em nenhum local”, disse.