A vereadora Julieta Reis que concorria pelo Democratas (DEM) ao seu sétimo mandato consecutivo em Curitiba renunciou à sua candidatura. A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira (30), pela Câmara Municipal de Curitiba (CMC), mas o documento em que a parlamentar abre mão da disputa nas eleições municipais de 2020 foi protocolado junto ao partido na última segunda-feira (26). A situação de sua renúncia também já pode ser vista no sistema DivulgaCand, da Justiça Eleitoral.

 Eleições 2020 Conheça o Guia dos Candidatos da Tribuna e saiba mais sobre os candidatos a vereador e prefeito

Julieta é a mulher com mais anos de atividade parlamentar no Legislativo da capital paranaense, com 24 anos de atuação como vereadora. Mas agora, aos 73 anos de idade, ela decidiu abrir mão da candidatura. Por “motivos pessoais e de saúde, em função da pandemia que se abateu ao país pelo coronavírus”, explicou Julieta, para a publicação da CMC.

Atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e Procuradora da Mulher na Câmara, Julieta Reis é conhecida por defender no Parlamento os feirantes, artesãos e o setor cultural da cidade. Nas eleições de 2016, recebeu 6.821 votos, tendo sido a terceira mais votada entre as oito mulheres eleitas.

VIU ESSA? Propaganda eleitoral custará R$ 800 milhões, o mesmo que 5,7 mil leitos covid-19

A parlamentar também é autora de projetos como a regulamentação da instalação das antenas de telefonia celular (ERBs) e as leis que oficializam as feiras de Artesanato do Largo da Ordem e de Antiguidades da Praça da Espanha, além de feiras de bairros, como mostra sua biografia, publicada no site da CMC.

Fora da disputa em 2020

A pandemia de novo coronavírus e seus impactos nas campanhas também tiraram da corrida eleitoral a vereadora Maria Manfron (PP), que tem 63 anos de idade. Com a desistência de Julieta Reis, e o falecimento de Jairo Marcelino, passa para 32 o número dos atuais vereadores que vão disputar a reeleição. Já haviam informado que não iriam concorrer: Dona Lourdes (PSB), Maria Manfron (PP), Fabiane Rosa (sem partido) e Cristiano Santos (PV).