Oportunidade

Ambev oferece 200 bolsas para mulheres na área de tecnologia

2 minutos de leitura
Redação/Tribuna do Paraná
Por Redação/Tribuna do Paraná
07/03/2022 19:46 - Atualizado: 07/03/2022 19:46
Ambev oferece 200 bolsas para mulheres na área de tecnologia

A Z-Tech, hub de inovação e tecnologia da Ambev, e o Bees, plataforma B2B da companhia, darão 200 bolsas de estudos para mulheres que querem iniciar trajetória na área da tecnologia. As inscrições já estão abertas (e podem ser feitas e podem ser feitas clicando AQUI) e vão até dia 23 de março.

Os cursos on-line, “Eu ProgrAmo”, serão oferecidos pela PrograMaria, empresa que tem a missão de empoderar, por meio da tecnologia e do conhecimento em programação, mulheres e pessoas fora do espectro cisheteronormativo. Com duração de quatro semanas, eles vão abordar em videoaulas os primeiros passos em Front End (HTML, CSS, Javascript e lógica de programação).

+ Leia também: Procurando emprego? Curitiba e RMC têm 1.783 vagas nas Agências do Trabalhador

Com a ação, que ocorre no mês do Dia da Mulher, a Ambev reforça sua atuação pela equidade de gênero no mercado de trabalho, sobretudo na área de tecnologia, majoritariamente composta por homens na maioria das empresas.  

É a primeira vez que Bees fecha parceria com a PrograMaria. “Apoiar iniciativas que formam pessoas é a maneira de garantirmos o ingresso de perfis diversos. Hoje, temos 30% de mulheres no nosso time e esse indicador vem melhorando, mas ainda está aquém da equidade, que é o que buscamos”, afirma Thaís Jorge, especialista em Comunicação de Marca no Bees.

Para ela, a expectativa é que a experiência seja um marco neste sentido, por permitir a construção de uma rede colaborativa de mulheres profissionais da área, incentivando a troca entre alunas e as colaboradoras do Bees.

É o que já vem ocorrendo no caso da Z-Tech. No começou do ano passado, o hub e a PrograMaria lançaram juntos a Sprint Programaria – Mulheres em Startups, uma jornada online de conhecimento que se dedicou a mulheres com experiências prévias na área e foi conduzida por mulheres especialistas de empresas como Nubank, Creditas, iFood, Donus, Lemon, Get In. A segunda edição da Sprint deve ocorrer ainda neste semestre.

“Só na Sprint, foram cerca de 1.500 inscritas, que agora estão entre as pessoas que mapeamos para trabalhar com tecnologia. De 2020 para 2021, o número de mulheres em nosso time triplicou. Atualmente, elas são 39% da nossa equipe. Em busca da equidade, a ideia aqui é continuar inspirando mulheres que querem fazer carreira na área”, afirma Joana Hadruz, head de People da Z-Tech.

+ Viu essa? Dinheiro esquecido em bancos começa a ser transferido nesta segunda-feira (07)

O curso é direcionado para mulheres sem conhecimento prévio em programação, de todas as idades (o processo de inscrição de menores deve ser feito por um responsável). Pessoas de gênero não-heteronormativos, negras, indígenas, LGBT+, trans e travestis, e residentes de zonas periféricas também podem se inscrever às bolsas.