Vaga certa

Cinco dicas para conseguir seu primeiro estágio; Paraná tem 3,4 mil vagas

2 minutos de leitura
Natalia Basso
Por Natalia Basso
18/10/2021 22:35 - Atualizado: 18/10/2021 23:07
Cinco dicas para conseguir seu primeiro estágio; Paraná tem 3,4 mil vagas

Jovens que desejam ingressar no mercado de trabalho em 2021 contam com milhares de oportunidades no Paraná. O estado possui mais de 3,4 mil vagas de estágio abertas para estudantes a partir de 16 anos, disponíveis na plataforma do Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná (CIEE/PR). A única exigência é que o candidato esteja matriculado regularmente em uma instituição de ensino.

Para ajudar quem quer concorrer às vagas, a Tribuna do Paraná conversou com o doutor em administração e professor do programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Positivo (UP), Fábio Vizeu, e trouxe algumas dicas de como aproveitar essa chance.

LEIA TAMBÉM:

>> Curitiba abre a semana com quase 2 mil vagas nas Agências do Trabalhador

>> Cursos gratuitos de empreendedorismo para jovens negros têm vagas abertas em Curitiba

1 – Destaque experiências em diferentes projetos

Para quem está em busca do primeiro emprego, a dica do professor é destacar no currículo outros projetos e vivências dos quais o candidato fez parte e que podem demonstrar características do candidato. “É interessante fugirmos do lugar-comum em citar experiências estritamente profissionais, registradas em carteira. Todo estudante é muito requisitado no Ensino Médio e início da faculdade em projetos comunitários, de extensão, atividades em ONGs, voluntariado ou mesmo em grupos de escoteiro, e essas são funções que se destacam e, apesar de não ter um experiência formal de trabalho, essas vivências serão cobradas no mercado profissional, como trabalhar em equipe, cumprir prazos e desenvolver tarefas”, explica Fábio.

2 – Procure a vaga certa para seu perfil

Após decidir que é a hora certa de procurar um estágio, é necessário que o candidato conheça suas características, mas também saiba o que a vaga exige e qual é o perfil ideal para cumprir os requisitos que a empresa procura.

Para Vizeu, a busca por emprego é uma via de mão dupla, em que candidatos e empresas esperam encontrar a solução ideal para aquela oportunidade. “Esse casamento pode ser melhor realizado quando as partes procuram entender melhor o “pretendente”, ou seja, é necessário buscar saber tudo sobre a vaga, como setor, posição, funções, rotina. Procure conhecer, conversar com pessoas que trabalham no setor, saber mais sobre a empresa, qual é o ritmo, quais são as demandas da função e tudo que puder te auxiliar na escolha”, conta.

3 – “Qual é seu principal defeito? Sou muito perfeccionista”

De acordo com o professor, as perguntas clássicas como “Qual é seu principal defeito e qualidade?” não são mais usuais em entrevistas de emprego. Porém, caso seja abordado dessa forma em uma seletiva, busque ressaltar características que quer aprimorar.

“Quando esse tipo de pergunta aparece, é comum que os candidatos façam o que chamamos de sincericídio, que é quando destacam seus pontos fracos. Para evitar, indicamos que a pessoa aponte uma característica que ela deseja aprimorar a partir da oportunidade que terá no emprego, como o inglês, por exemplo. Fale que pretende se matricular em um curso e que isso é algo que quer desenvolver mais”, destaca Vizeu.

4 – Destaque suas “soft skills

As chamadas habilidades interpessoais, também conhecidas como “soft skills”, envolvem as relações humanas e a capacidade do candidato interagir e trabalhar com pessoas. Para destacar esse lado, a dica do especialista é abordar suas experiências de vida que exigiram resiliência, comunicação, empatia, tolerância e todas as competências que digam respeito ao relacionamento entre pessoas. “Todas essas qualidades humanas são importantes nesse momento, até mesmo a alegria, por exemplo. Ela é uma competência, mas é algo que é possível desenvolver, praticar e exercitar isso para o meu lado positivo”, salienta o professor.

5 – Tenha paciência!

O processo de busca por um emprego exige tempo, dedicação e, principalmente, paciência. Segundo Vizeu, essa é a principal dica para quem quer entrar no mercado de trabalho. “Isso é fundamental para buscar o emprego, a vaga certa, e não ficar parado no tempo esperando a oportunidade ‘cair no seu colo’. E isso vale para todos, não somente os jovens”, finaliza o professor.

Para os interessados em conhecer as vagas disponíveis, basta fazer o cadastro no site do CIEE/PR (cieepr.org.br) ou entrar em contato pelo telefone. Para Curitiba e RMC o contato é (41) 3313-4300 e nas demais cidades do estado pelo 0800 300 4300.