Mercado de Trabalho

Empresas investem em contratação e carreira de menores aprendizes

2 minutos de leitura
Redação/Tribuna do Paraná
Por Redação/Tribuna do Paraná
24/09/2021 22:11 - Atualizado: 24/09/2021 22:11
Empresas investem em contratação e carreira de menores aprendizes

Os últimos dados atualizados do Ministério da Economia mostram que somente entre janeiro e março deste ano foram criados mais de 43 mil postos de trabalho para menores aprendizes no país. Este número representa um crescimento de 47% em relação ao mesmo período de 2020, que registrou queda ao longo do ano. Dessas vagas, no Paraná, o saldo é de 2.416 novos empregos e somente em Curitiba foram 416 jovens contratados.

Desde 2006, a Vapza Alimentos aposta em contratações de jovens pelo Programa Jovem Aprendiz. Esta é uma forma de contratação de profissionais de 14 a 24 anos que tem por objetivo estimular o primeiro emprego e a formação profissionais de jovens nesta faixa etária.

A empresa possui em seu quadro de funcionários 14 menores aprendizes, o que corresponde cerca de 5% dos colaboradores e que, segundo a empresa, tende a crescer: “para nós, é muito gratificante fazer parte do início da jornada destes jovens no mercado. Muitos deles seguem carreira conosco e conseguimos acompanhar fases importantes da vida de cada um deles”, ressalta Beatriz Gonçalves, da Vapza Alimentos.

Além disto, a empresa possui o Programa Aprendiz Nota 10, que busca capacitar os jovens promissores para o mercado de trabalho, proporcionando oportunidades que acabam surgindo dentro da própria empresa. “Mesmo que o colaborador não fique trabalhando conosco, sabemos que ele terá experiência e know how para outras oportunidades que surgirem fora da empresa, desta forma, seguimos cumprindo assim nossa missão de transformar suas vidas”, complementa Beatriz.

O colaborador e Jovem Aprendiz, Davi Leal dos Santos Marçal Vieira, de 23 anos, entrou na Vapza há um ano para integrar a equipe de marketing pelo projeto ABC Vida e conta que sua experiência na área está sendo promissora: “faço faculdade na área de TI, mas por estar atuando dentro do marketing pretendo ir para a área de Desenvolvimento de Sistemas e ficar atento nas vagas que forem surgindo pelo programa Aprendiz Nota 10”, explica Davi.

Beatriz Gonçalves, responsável pelo RH da empresa sinaliza que, como o nome já diz, é importante estar disposto a aprender para se destacar: acreditamos que o principal para se destacar é ter a vontade de sempre aprender, ser colaborativo, proativo e resiliente. Essas características fazem parte do que buscamos encontrar nos profissionais e são essenciais na boa execução das atividades e convivência em equipe. É importante estar aberto as mudanças, olhar como oportunidade de ser melhor e estar disposto a encarar novos desafios.

Para João Victor Ribeiro Vieira, contratado há dois anos e meio e que iniciou no setor de logística, em Castro, o ponto principal é estar atento às oportunidades. “Trabalhei nessa área por 9 meses, e nesse meio tempo iniciei a faculdade. Por conta disso, surgiu uma oportunidade na área dentro da empresa e consegui mudar de setor para TI, onde estou atualmente”, observa Ribeiro.

João finaliza dando dicas para quem é menor aprendiz ou para quem pretende se cadastrar em algum programa de recrutamento: “Você não vai iniciar cuidando de um setor todo sozinho, então não se desanime se te derem tarefas pequenas. Vão te ver e te reconhecer pelo bom trabalho que você faz, e vão confiar em você para executar e cuidar de mais e mais coisas ao decorrer dos teus dias. Faça com prazer, enriqueça os olhos de quem vai estar olhando e tua recompensa virá logo, muitas vezes ainda melhor do que você espera”, finaliza.