Futuro

Projeto prepara jovens para o mercado de trabalho em Curitiba

2 minutos de leitura
Redação/Tribuna do Paraná
Por Redação/Tribuna do Paraná
25/09/2021 13:42 - Atualizado: 25/09/2021 13:42
Projeto prepara jovens para o mercado de trabalho em Curitiba

Começou nesta sexta-feira (24), em Curitiba, o projeto Aprendiz Gerar, que proporcionará formação inicial para o mundo do trabalho a adolescentes entre 14 anos a 18 anos incompletos em situação de vulnerabilidade social. O projeto, desenvolvido pela Gerar em parceria com a FAS (Fundação de Ação Social de Curitiba), atenderá 250 adolescentes, divididos em 10 turmas de 25 alunos.

A iniciativa terá duração de 100 horas, prevendo 25 encontros de 4 horas diárias, e sem qualquer custo aos adolescentes participantes. Os encontros acontecerão de forma presencial na sede da Gerar, no bairro CIC, em Curitiba.

Durante os encontros, serão abordados conteúdos de formação cidadã e profissional, com objetivo de promover conhecimentos, habilidades e competências para o mundo do trabalho. O projeto tem como objetivo propiciar o crescimento pessoal e a sociabilização através do trinômio: educação, trabalho, família.

No final de cada turma, os adolescentes que concluírem a formação serão encaminhados para as vagas do programa de aprendizagem, de forma prioritária. A meta é inserir 50% dos participantes no mercado de trabalho, na condição de aprendiz.

Jovens atendidos

O jovem Esdras Alexandre Martins dos Santos, 18 anos, saiu do bairro Cajuru às 11h40 para chegar pontualmente, às 13h30, para o início do curso, percorrendo um trajeto de ônibus de mais de uma hora. Ele fará esse caminho diariamente, até o dia 29 de outubro – o projeto oferecerá vale-transporte e lanche aos participantes.

A expectativa de Esdras é grande, pois essa será a primeira formação profissional que ele receberá. “Estar aqui já é muito importante, pois é o meu primeiro curso”.

Esdras cursa o terceiro ano do Ensino Médio. No próximo ano, pretende fazer a prova do ENEM e tentar uma vaga na universidade – está em dúvida entre Agronomia, Agropecuária e Biologia. Até lá, pretende ter um emprego com carteira assinada. “Minha expectativa é sair do curso com emprego. Eu sei que a chance não é 100%, mas vou em busca disso”.

Entre algumas dúvidas, ele se pergunta como será seu primeiro dia. “Tenho dúvida, por exemplo, sobre o quê eu farei no primeiro dia. Se vai ter alguém para me ensinar ou se tenho que chegar fazendo”. São questionamentos normais para quem ainda não foi introduzido ao mundo do trabalho e que serão trabalhados durante o curso.

Julia Gabriela, 15 anos, foi a primeira a chegar para o início das atividades. Às 13h, ela já estava na Gerar, depois de sair do bairro Umbará, onde mora. “Eu fiquei sabendo esta semana, através do meu pai. Estou bem animada. É uma oportunidade de inserção no mundo do trabalho”.

Julia está no segundo ano, mas, diferente de Esdras, ainda não sabe o que pretende cursar após concluir o Ensino Médio. “Gosto de muitas coisas. Às vezes estou pensando em algo, aí já mudo de ideia”. Ela acredita que a formação na Gerar ajudará a encontrar seu caminho.

Para o desenvolvimento do projeto a Gerar participou do Edital de Chamamento Público nº 17/2019 e foi contemplada com recursos do FMCA (Fundo Municipal para a Criança e o Adolescente).

“Essa é mais uma iniciativa que a Gerar desenvolve, em parceria com a FAS, com o objetivo de introduzir o jovem no mundo do trabalho, com ensinamentos técnicos, noções sobre postura e comportamento no trabalho, além de uma formação cidadã. O projeto é uma oportunidade, ainda, para muitos jovens ingressarem na aprendizagem profissional, que é o melhor caminho para promover a transformação social da nossa juventude”, afirma o presidente do Conselho Diretor da Gerar, Francisco Essert.