Foi numa manhã do dia 29 de março de 1978 que o músico e preparador físico Antonio Henrique Simioni veio ao mundo, na Maternidade São Lucas, na capital paranaense. Orgulhando-se de ser um legítimo “leite quente”, Rico, como é conhecido, é filho de uma dona de casa com um encarregado de manutenção de ônibus. E sente muito orgulho de fazer aniversário junto com a cidade aonde nasceu e vive. “Tudo o que tenho está aqui”, observa.

Rico é formado em Educação Física com atuação nas áreas de Bacharel e Licenciatura e autor de um curso de extensão na área. Também é músico autodidata há mais de 11 anos. Desde 2009 faz parte de uma banda, a “Cidadão Sou”, cujos shows são beneficentes. Paralelo a isso, também trabalha com Educação Física Clínica, já que ele fez um curso de extensão na área. “Trabalhei por sete anos em um hospital, com pacientes de 12 a 17 anos”, recorda.

Rico mantém um clube de corrida e de descontos para atletas da cidade (Foto: Raquel Tannuri Santana).
Rico mantém um clube de corrida e de descontos para atletas da cidade (Foto: Raquel Tannuri Santana).

Ao deixar o hospital, desenvolveu um trabalho de personal running (especializado em corridas) e personal training (especializado em treino corporal) e também é autor do curso de extensão de Educação Física Clínica. Ele mantém um programa de corrida batizado de “Eu curto correr”, que desenvolve nos parques Bacacheri e Barigui, além do “Clube do Atleta”, programa de descontos com profissionais na área de saúde para associados. Apesar de trabalhar com educação física, Rico nunca deixou de exercer a parte musical.

“Desde 1996 trabalho na área. Temos um trabalho autoral bastante interessante”, afirma. Rico também mantém contato com músicos conhecidos nacionalmente, tendo inclusive participado de shows de abertura de bandas famosas como Os Raimundos, entre outros. A música mais recente da banda é “Sociedade Perdida”, que questiona o atual mundo em que vivemos. Diz a letra: “Que mundo é esse de faz de conta, em que todo mundo se respeita?”.

“Se você acha que vivemos tempos difíceis, falta de respeito, medo, receio? Mas acredita ainda em um mundo melhor? A pergunta dessa música é o que vamos fazer para o ‘Mundo mudar’, se cada um fizer a sua parte”, analisa. Apesar de não viver de música, Rico afirma que a música é a vida dele. “O sucesso é algo que cultivamos no dia a dia, e na felicidade daquilo que amamos fazer, independente da área de atuação”, filosofa.

Família

Casado com a designer Tati Sklarow, CEO na empresa Escola Online da Mulher Empreendedora, o casal tem uma filha de três anos, a Natália, que também aniversaria em março. A família de Rico é de Curitiba. A mãe, Maria Aparecida e o pai, João Carlos também moram na cidade. “Família é tudo, é o nosso alicerce. Sou muito feliz de ter a minha por perto”, garante.

 

Cidadão atleta

O que o professor de educação física Rico Simioni mais gosta em Curitiba são os parques. É neles que ele costuma treinar, assim como dar aulas aos seus alunos. Ele destaca os parques Barigui e Bacacheri, locais que frequenta. “Não existe nada melhor do que se exercitar ao ar livre. E Curitiba oferece muitas opções para isso”, lembra.

Dentro do projeto “Eu curto correr”, Rico desenvolveu um treino de corrida de rua, programa desenvolvido para quem quer ter retorno rápido. As aulas são feitas nos parques  mediante o pagamento de uma taxa mensal. Quem se matricular tem automaticamente parceria garantida no Clube do Atleta.