Até a fase adulta, comemorar aniversário para os irmãos Oscar, Junior e Isabella Hecke não era motivo de festa. É que os três nasceram no mesmo dia e hoje, dia 29, fazem aniversário junto com a cidade onde nasceram. “As festas eram unissex e quase ninguém ia porque levar três presentes numa festa só não é para qualquer bolso”, divertem-se os irmãos, que hoje fazem festas individuais, cada um com sua turma.

Pode parecer planejado, mas o nascimento dos três foi pura coincidência, jura Isolete Hecke, a Neca, mãe dos aniversariantes. “Apesar dos três terem nascido de cesariana, a data foi escolhida pelo médico”, assegura. De acordo com ela, Oscar nasceu em 1982 no dia do aniversário da cidade. Na segunda gravidez a previsão também era para março de 86, mas sem uma data específica. “O médico me ligou e disse que só poderia fazer o parto no dia 29. Na hora nem me liguei, mas depois achei que ia ser legal os
dois fazerem aniversário juntos”, relata.

Foto: Raquel Tannuri Santana.
Foto: Raquel Tannuri Santana.

Na terceira gravidez, uma menina, mais uma vez a data do nascimento caiu em março. “Fizemos as contas e descobrimos que ela engravidava no mês do aniversário, que é no dia 24 de junho”, diverte-se Isabella, a filha caçula.

“Mas desta vez o parto era para ser no dia 27. Mais uma vez o médico desmarcou porque era plantão dele no hospital e ele não ia poder”, explica Neca. Ela chegou a ir para o hospital, mas chegando lá foi dispensada. “Não vamos falar nada, deixa assim mesmo”, ponderou o pai, o empresário Roberto
Hecke.

Como a gravidez já estava nos finalmentes, mais uma vez a cesariana foi marcada para o dia 29. “Ele me disse que não poderia passar dessa data”, afirma Neca. Como a primeira gravidez dela foi de risco, ela achou melhor não discutir com o obstetra.

Foto: Raquel Tannuri Santana.
Foto: Raquel Tannuri Santana.

Comemoração vai ter festa separada

Se enquanto eram crianças era difícil comemorar aniversário juntos, mas mesmo assim comemoravam, agora que são adultos os irmãos preferem comemorar separadamente. Na confortável casa em que moram no São Lourenço, a churrasqueira está sempre pronta para receber os amigos, que são muitos, entre eles personalidades como Max, um dos participantes do Big Brother Brasil. “Aqui sempre tem motivos para festa, a turma gosta de assar um churrasco”, observa o pai, Roberto.

Hoje, as festas são individuais e cada filho reúne uma turma diferente. Isabella e Junior provavelmente farão um churrasco em casa, mas em dias diferentes. “As turmas são grandes e não cabe todo mundo
aqui”, lembram.

A família mora numa casa em cima da fábrica de móveis de sua propriedade, localizada próximo ao Parque São Lourenço. “O parque é praticamente o nosso quintal, muitas recordações de infância são de lá”, diz Isabella.

Para os pais, Roberto e Neca, o fato dos três filhos nascerem no mesmo dia facilitou a vida deles. “É uma comemoração só, pro resto da vida deles estarão ligados, além dos laços sanguíneos, pela data do aniversário”, comentam.

Oscar,o irmão mais velho, mora em São Paulo, mas nem por isso deixa de estar presente junto à família. Foto Raquel Tannuri Santana.
Oscar,o irmão mais velho, mora em São Paulo, mas nem por isso deixa de estar presente junto à família. Foto Raquel Tannuri Santana.

Terceira geração da família

A história dos Móveis Hecke se confunde comahistória da família. Fundada em 23 de outubro de 1923 por Oscar Hecke, filho de imigrantes austríacos em Curitiba, a administração da fábrica está em sua terceira geração familiar.

Os Móveis Hecke tem início em 1910, quando Oscar Hecke, com apenas 18 anos na época, foi trabalhar na indústria de móveis de um amigo dos seus pais, também imigrante da Áustria.

Em 1923, a empresa foi fechada, e Oscar recebeu como parte do pagamento as máquinas e ferramentas da linha de produção, onde a partir daquele momento viu uma oportunidade de ter a sua própria fábrica
de móveis sob medida.

Conforme os filhos de Oscar Hecke foram crescendo, aprenderam a profissão de seu pai. Com o decorrer do tempo, os filhos José e Antonio Hecke deram continuidade à marcenaria com o nome de Móveis Garibaldi, que perdurou até o ano de 1981, quando a razão social foi reformulada para Garibaldi
Indústria e Comércio de Móveis LTDA..

Até 2004, a fábrica era dirigida pelos filhos de Antonio, Roberto e Gilberto Hecke. Foi neste ano, Isolete Hecke entrou para a sociedade na qual permanece até hoje. A fábrica fica no Bairro Ahú e é uma das empresas mais conhecidas e antigas do bairro.

A família Hecke foi premiada com três aniversariantes no mesmo dia; comemoração nem sempre agradou as crianças, mas agora eles acham legal. Foto: Raquel Tannuri Santana.
A família Hecke foi premiada com três aniversariantes no mesmo dia; comemoração nem sempre agradou as crianças, mas agora eles
acham legal. Foto: Raquel Tannuri Santana.