No seu trabalho, você está em uma zona de conforto? Se sente seguro, firme na vaga e acredita que não há qualquer motivo para ser demitido ou substituído? Pois saiba que você pode estar enganado. “Se acomodar dessa maneira no ambiente de trabalho não é certo. A pessoa que está empregada – principalmente em um momento de crise, deve estar sempre em busca de mais qualificação e de reciclagem”, ressalta a coordenadora de Gestão de RH do Centro Tecnológico Positivo, Deise Hofmeister.

Para ela, o aumento da capacitação não está necessariamente relacionado a uma nova faculdade ou algum curso de pós-graduação. “Há o que nós chamamos de cursos livres, que são os cursos de extensão. Às vezes não é preciso nem sair de casa e muito menos desembolsar. Encontramos vários cursos gratuitos a distância, oferecidos por órgãos como o Sebrae ou Senac”, explica. Cursos livres não têm uma regulamentação específica, são ministrados em pequena carga horária e tratam de um assunto específico, como, por exemplo, computação, idioma, corte e costura, ações em vendas ou programas de computador.

Quem quer dar um “up” na carreira precisa estar apto a novos desafios. Ninguém cresce sem esforço. “Se pensarmos que queremos ganhar mais ou trabalhar em uma empresa melhor, maior, mais estruturada, devemos ter em mente que faremos coisas mais difíceis, teremos mais responsabilidades. É preciso demonstrar credibilidade”, explica Deise.

Relacionamento

Fora estes pontos, é de extrema importância manter um bom relacionamento. “As pessoas precisam me conhecer e confiar no meu trabalho. Um profissional de excelência gera resultados e, com isso, pode estar disposto a disputar um novo cargo ou entrar em uma nova empresa”, diz a especialista.

O período de férias também é apontado como uma boa época para buscar qualificação. “Não dá para encarar o estudo nas férias como desperdício. Às vezes, pegar um bom livro da área que se pretende uma vaga já ajuda. Visitar uma empresa, aumentar o alcance nas redes sociais com novos contatos – agregando valor a si mesmo, também é válido. No Youtube, por exemplo, temos inúmeros tutoriais em vídeo disponibilizados por grandes empresas que oferecem esse tipo de ensino a distância. É algo rápido e que pode dar resultados”, diz Deise, lembrando que, infelizmente, muitas demissões acontecem logo que o funcionário volta de férias.