É cada vez maior o número de cursos a distância ofertados em todo o país. O EAD é um método de ensino em que mais de 70% do conteúdo é desenvolvido por meio de atividades que não exigem a presença do aluno em uma sala de aula. O material que chega ao estudante pode vir de diversas maneiras. Atualmente, a principal delas é a internet. A modalidade, muitas vezes gratuita ou com baixo custo, está presente em quase todos os níveis de ensino: médio e técnico, graduação, especialização e cursos profissionalizantes. Além deles, existem os cursos livres, como preparatórios para concursos, cursos de idiomas e corporativos.

A outra vantagem apontada pelo especialista é a questão da flexibilidade. “Quem estuda a distância pode escolher quando e como. O aluno não tem horário fixo para o estudo, pode fazer suas outras tarefas e assistir a aula assim que consegue tempo”.Para o consultor do Sebrae, João Luís de Moura, as pessoas têm optado pelo método de ensino devido a dois grandes motivos. “A principal vantagem é a economia de tempo e financeira. Da mesma maneira que não precisa se deslocar até um local, também não gasta com combustível ou transporte, por exemplo”.

perfil_alunos.indd

Estudar a distância é mais fácil?

“Não. Muito pelo contrário, quem não está em uma instituição de ensino precisa ter ainda mais disciplina pessoal. Mesmo que não haja horários estabelecidos, é importante que o aluno defina prazo para suas atividades e não fique postergando as obrigações. Infelizmente, muita gente não está preparada para isso. Dessa maneira, vemos que o número de pessoas que conclui os cursos não acompanha o índice de inscritos e muitos abandonam durante o caminho porque não estavam prontos ou não foram suficientemente dedicados”, explica o consultor.

De acordo com o censo 2015 da Abed (Associação Brasileira de Ensino a Distância), a taxa de desistência na modalidade gira entre 26% e 50% em quase metade dos cursos (40%). As instituições de ensino consultadas pela Abed apontam a falta de tempo como principal fator. Em seguida, as finanças despontam como motivo para a evasão.

cursos gratuitos