Enquanto espera por Luiz Felipe Scolari, que vai assumir o time na segunda-feira, o Grêmio entrou em campo neste sábado à noite no Barradão, em Salvador, e acabou batido pelo Vitória, por 2 a 1, de virada, em jogo válido pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida teve uma arbitragem polêmica de Sandro Meira Ricci, que trabalhou na Copa do Mundo e está escalado para a decisão da Libertadores, entre San Lorenzo e Nacional do Paraguai.

Os problemas para o árbitro começaram logo aos 11 minutos de partida, quando Dudu lançou Barcos na área. O argentino matou a bola entre o ombro e o braço e tocou na saída de Wilson para abrir o placar para o Grêmio. Os jogadores do Vitória ficaram pedindo bola na mão. Em outro lance, os baianos reclamaram de um pênalti não marcado de Pedro Geromel sobre Dinei.

Depois, o segundo tempo, aos 30, Edinho encostou em Dinei e o atacante caiu na área. Pênalti bastante contestável que permitiu a virada do Vitória. Caio bateu mal, Marcelo Grohe pegou, mas o atacante fez no rebote.

Caio, aliás, foi outro protagonista da partida. Afinal, o jogador, que defende o Vitória emprestado pelo Internacional, foi o algoz do Grêmio, marcando os dois gols dos donos da casa. Ele já havia feito o do empate, aos 14 minutos, completando de cabeça o cruzamento de Euller.

Felipão, que deu lugar ao interino André Jardine neste sábado, vai pegar um Grêmio que vem de duas derrotas. Com 19 pontos, o time gaúcho está no 10.º lugar e não corre risco de perder a posição no complemento da rodada. No domingo, a reestreia é contra o Inter, no Beira-Rio.

Já o Vitória chegou ao seu segundo triunfo seguido. Com 14 pontos, passou três adversários e subiu para a 13.ª colocação. A equipe volta a campo no domingo que vem, para enfrentar o São Paulo no Morumbi.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 2 X 1 GRÊMIO

VITÓRIA – Wilson; Ayrton, Kadu, Alemão e Euller (Danilo Tarracha); José Welison, Luís Aguiar, Richarlyson (William Henrique) e Marcinho; Caio (Luiz Gustavo) e Dinei. Técnico – Jorginho.

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Breno; Edinho, Riveros, Luan (Fernandinho), Giuliano e Dudu (Everton); Barcos (Lucas Coelho). Técnico – André Jardine (interino).

GOLS – Barcos, aos 11 minutos do primeiro tempo; Caio, aos 14 e aos 30 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Sandro Meira Ricci (Fifa/PE).

CARTÃO AMARELO – Não houve.

RENDA – R$ 161.743,00.

PÚBLICO – 10.637 pagantes.

LOCAL – Estádio Barradão, em Salvador (BA).