Rodrigo Caio dificilmente terá condições de defender o São Paulo, no domingo, contra o Avaí. O volante, que foi titular da zaga contra o Bahia, sofreu uma pequena lesão no joelho esquerdo, e não deverá se recuperar a tempo de jogar na Ressacada.

De acordo com o médico do São Paulo, José Sanchez, a lesão – no ligamento colateral medial do joelho – costuma levar uma semana para ser tratada, mas, em caso de o quadro clínico de Rodrigo Caio melhorar até sábado, ele pode viajar com o elenco. A tendência, porém, é que o garoto permaneça se tratando no Reffis para tentar ficar apto a pegar o Atlético-PR, quarta-feira, no Morumbi.

Rodrigo Caio jogou improvisado na defesa contra o Bahia porque, além de Rhodolfo, ele era o único jogador com características para atuar na zaga. Adilson Batista já tinha os desfalques de Xandão e Luiz Eduardo, machucados, e Bruno Uvini, na seleção sub-20. Iván Piris, que também poderia ser improvisado em Santa Catarina, levou o vermelho contra os baianos e está suspenso.

À procura de um zagueiro, Adilson Batista promoveu dois jogadores formados na base. Um deles é Marcelo, de 18 anos, que fez dupla de zaga com Luiz Eduardo na Copa São Paulo. Outro é Rodrigo, de 24 anos, que foi diversas vezes emprestado desde que estourou o limite para jogar entre os juniores e nunca se destacou.

O clube corre contra o tempo para definir a contratação de João Felipe, zagueiro de 23 anos, do Botafogo. Caso consiga inscrevê-lo ainda nesta sexta-feira, ele pode estrear como titular já no domingo.