O empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, na noite da última quinta-feira, no Estádio de São Januário, no Rio, garantiu o Vasco na semifinal da Copa do Brasil, mas o objetivo conquistado está longe de conformar o técnico Ricardo Gomes. O treinador ressaltou após o duelo que apenas o título da competição servirá para acalmar os ânimos da torcida vascaína e deixá-lo satisfeito com o trabalho que vem desempenhando no clube.

“Essa classificação significa muito para o grupo de jogadores, mas a conversa é a seguinte: chegou na semifinal para passar. Chegamos lá, vamos passar. Hoje o que conta é a classificação. Mas lá (na decisão), vamos ter de vencer. No Vasco, se você chegou à final e não venceu, não é bom nunca”, afirmou o comandante, que depois comentou o fato de o clube vir amargando seguidas eliminações que deixam o time ainda mais pressionado nos torneios que disputa.

“Essa é a vida do Vasco: essa pressão. Está tudo muito bem, mas a gente precisa desse caneco”, reforçou o treinador, lembrando que a persistência não pode deixar de existir e mostrou confiança na conquista do seu primeiro título sob o comando do time. “Estamos trabalhando muito para alcançar os nossos objetivos e eu posso dizer que chegou a hora do Vasco. Batemos na trave na primeira vez, mas não queremos isso de novo. O trabalho está sendo bem feito, mas não adianta apenas isso. Precisamos de títulos, e é atrás dele que nós vamos.”

Já o atacante Elton deixou o gramado de São Januário aliviado por ter sido decisivo para o Vasco. Depois de sair do banco de reservas e substituir Diego Souza, ele marcou o gol do empate por 1 a 1 aos 35 minutos do segundo tempo, após acertar uma bela cabeçada. “A gente sabia que o jogo ia ser isso. Uma falha nossa e saiu o gol deles, mas conseguimos empatar logo em seguida. O gol saiu no momento certo. A equipe deles tinha acabado de fazer o gol”, enfatizou o jogador.

O meia Felipe, por sua vez, festejou o fato de o Vasco ter triunfado em um confronto complicado com o Atlético-PR, que empatou por 2 a 2 no jogo de ida, na Arena da Baixada, e depois acabou eliminado pelos dois gols que tomou em Curitiba.

“Copa do Brasil é isso aí. É jogo mata-mata. O Vasco acabou ficando com receio de tomar gol. É um jogo decisivo, às vezes você não joga bem, mas classifica. O importante é que o Vasco é um clube maravilhoso e o Elton está de parabéns. Todo o grupo está de parabéns pela classificação”, enfatizou.