O técnico José Mourinho surpreendeu ao afirmar, nesta terça-feira, depois da classificação do Real Madrid sobre o Manchester United, que o seu time não mereceu a vitória e que o rival foi prejudicado pela arbitragem. Os donos da casa venciam por 1 a 0 em Old Trafford quando Nani foi expulso. Os espanhóis aproveitaram a vantagem numérica e conseguiram a virada para 2 a 1, avançando na Liga dos Campeões.

“Independente da decisão do árbitro, a melhor equipe perdeu. Nós não merecíamos ganhar, mas o futebol assim. Não estou falando sobre a decisão do árbitro porque eu não estou seguro quanto a esta jogada. Mas, independente dela, a melhor equipe perdeu”, disse Mourinho, logo depois do fim do jogo.

No vestiário, ele reviu o lance e chegou a uma conclusão: Nani poderia ter recebido apenas o cartão amarelo pela jogada em que ergueu o pé para dominar uma bola e acabou acertando, aparentemente sem querer, a barriga de Arbeloa.

“Ferguson (técnico do Manchester United) deve estar se sentindo como eu me senti dois anos atrás com a expulsão do Pepe. Naquela oportunidade foi por uma simulação e desta vez foi um contato duro que poderia ter sido resolvido com um amarelo”, comentou o técnico, lembrando da expulsão de Pepe na primeira partida da semifinal contra o Barcelona, na Liga dos Campeões 2010/2011. Mourinho tem certeza que o seu zagueiro não fez falta em Daniel Alves.

Quanto ao jogo desta terça-feira, Mourinho acredita que o Manchester United jogou melhor. E a prova disso foi a grande atuação de Diego López. “Quando seu goleiro é o melhor em campo, mesmo com seu time jogando com onze contra 10, isso é sinal de que não conseguimos ter a bola”, avaliou.