Porto Alegre – A maré não anda boa para Abel Braga, técnico do Internacional. Após ser punido por ofender o árbitro da partida contra o Corinthians e ser acusado de ir aos vestiários do colorado durante o jogo com o Cruzeiro, o comandante está sendo processado na Justiça Comum. O árbitro Luiz Carlos Silva recorreu de um caso de desacato já julgado pela Justiça Desportiva, há cinco anos, em um jogo

do Campeonato Mineiro, quando Abel treinava o Atlético-MG.

O apitador pede uma indenização no valor de R$ 50 mil. O treinador ainda não apresentou a defesa, mas se declarou surpreso.

?Eu fui punido com a expulsão, depois com a suspensão na área esportiva, e anos depois você receber algo na área cível é uma coisa que preocupa, porque os próprios clubes não podem, dentro dos seus direitos legais, entrar na Justiça Comum. Tudo tem que ser resolvido na Justiça Desportiva?, lembrou o técnico da equipe gaúcha.