O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, afirmou nesta sexta-feira que o Milan ainda não conseguiu definir a permanência do meia David Beckham até o fim da temporada europeia, informação divulgado nesta sexta-feira na imprensa britânica. “Ainda estamos trocando documentos com o Los Angeles Galaxy e estamos no caminho certo, mas ainda não há acordo”, afirmou o dirigente.

Beckham está emprestado até segunda-feira ao Milan, mas deve ter o acordo estendido até junho. Ele voltaria então aos Estados Unidos, para jogar a MLS (liga norte-americana) até outubro, e depois se reapresentaria em definitivo ao Milan – nesse caso, porém, só poderia voltar a jogar em janeiro. “Estou muito otimista, há muitas chances de que David fique conosco até o dia 30 de junho”, completou Galliani, principal assessor do dono do Milan, o premiê italiano Silvio Belusconi.

Aos 33 anos, Beckham chegou ao Milan no começo do ano com a intenção de se manter em forma para ser convocado pelo técnico da seleção inglesa, Fabio Capello. Ele, no entanto, se encantou com a atmosfera do Milan e insistiu em ficar, a despeito de seu contrato com o Galaxy, que vai até o fim de 2011 e pode lhe render até US$ 50 milhões por ano, incluídos os contratos de publicidade.