O Adelaide United derrotou o Al Ahly por 1 a 0, nesta quinta-feira (18), em partida disputada em Yokohama, e terminou o Mundial de Clubes na quinta colocação. Os campeões africanos eram os favoritos, mas foram dominados pelos vice-campeões asiáticos.

A partida desta quinta-feira foi histórica para Mohamed Aboutrika, Wael Gomaa, Shady Mohamed e Hossam Ashour que disputaram a sétima partida pelo Mundial de Clubes e se tornaram os atletas com maior número de jogos disputados na competição.

O Adelaide dominou o jogo desde o início e não demorou para criar chances de gol e abrir o placar. A primeira oportunidade surgiu aos dois minutos, com Alemão. Aos sete, o brasileiro Cristiano roubou a bola no meio-campo, passou por dois adversários e chutou forte de fora da área, sem defesa para o goleiro Amir Abdelhamid.

O time australiano seguiu superior e quase ampliou aos dez, com uma cabeçada de Sasa Ognenovski, e aos 14, com Adriano. Perdido em campo, o Al Ahly só conseguiu chegar com perigo aos 41 minutos, com uma cabeçada de Flavio, aos 41 minutos.

O jogo mudou no segundo tempo, com o Al Ahly controlando a posse de bola e o Adelaide atuando mais recuado. O time egípcio cresceu com as entradas de Hussein Yasser e Osama Hosny e teve duas boas chances com Gomaa, aos 8 e 13 minutos do segundo tempo.

Mas depois do domínio inicial, o Al Ahly passou a esbarrar na retranca australiana e só voltou a assustar aos 38 minutos, com Mohamed Barakat. Mas o goleiro Eugene Galekovic evitou o empate.

Ficha técnica:

Al Ahly 0 x 1 Adelaide United

Al Ahly – Abdellhamid; Moawad, Mohamed e Fathi; Ashour, Barakat, Hassan (Yasser), Adel e Gomaa; Aboutrika (Hosny) e Flávio (Elagizy). Técnico: Manuel José

Adelaide United – Galekovic; Mullen (Marrone), Ognenovski, Cornthwaite e Jamieson; Alemão, Sarkies, Reid, Diego (Salley) e Younis (Malik); Cristiano. Técnico: Aurélio Vidmar

Gol – Cristiano, aos sete minutos do primeiro tempo

Árbitro – Peter O’Leary (Nova Zelândia)

Cartões amarelos – Yasser (Al Ahly); Mullen e Salley (Adelaide United)

Público: Não divulgado

Local: Estádio Internacional de Yokohama