O técnico Adilson Batista está estudando minuciosamente o Atlético-MG, adversário da estreia no Campeonato Brasileiro, amanhã, às 18h30, no estádio Presidente Vargas, em Sete Lagoas (MG).

O treinador investiga os segredos do Galo, em meio aos preparativos do time, que pode ir modificado para este jogo. “O Atlético-MG melhorou. Conheço o trabalho do Dorival em relação a outros anos que a gente já se enfrentou.

O time tem algumas ausências, mas tem chegado novos jogadores que conhecemos também, como o Marquinhos e o Guilherme. Será um jogo difícil pela perda do título, com cobrança, mas vamos para lá confiantes”, disse Adilson.

Para esta partida, duas alterações são esperadas: o retorno do atacante Adaílton, que deve ser o parceiro de Guerrón, e a estreia do meio-campo Cleber Santana, que teve seu nome divulgado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF ontem e está liberado para jogar.

O goleiro Márcio e o lateral Marcelo Oliveira também estão regularizados e podem aparecer no banco. Para a entrada do estreante, Adilson deve tirar Robston da equipe titular, para formar o trio de volantes com Paulo Roberto, Deivid e Cleber Santana.

Para Adilson Batista, a competição será uma das mais difíceis que começou a disputá-la como técnico. “Será muito equilibrado e vejo que este ano será o mais difícil. Só tem o Santos na Libertadores e está todo mundo inteiro, descansado e concentrado única e exclusivamente no Brasileiro”, prevê o treinador, que está se preparando para enfrentar adversários com força máxima em todas as partidas.