São Paulo – Jogadores brasileiros tiveram atuação decisiva, em partidas da rodada inaugural da Liga dos Campeões, ontem. Adriano fez os dois gols na vitória por 2 a 0 da Inter sobre o Werder Bremen, em Milão. Já o zagueiro Alex marcou contra, na derrota do PSV por 1 a 0 para o Arsenal, em Londres. O luso-brasileiro Deco deixou sua marca nos 3 a 1 do Barcelona sobre o Celtic. Diego, Luís Fabiano e Carlos Alberto, trio do Porto, ficou em branco, no empate de 0 a 0 com o CSKA Moscou, de Vágner Love. Dida, Cafu, Kaká jogaram pelo Milan, mas quem decidiu foi Seedorf, ao fazer 1 a 0 sobre o Shaktar, na Ucrânia.

Adriano desequilibrou no duelo com o Werder, pelo Grupo G, no Estádio San Siro. Logo aos 6 minutos, arrancou para a área rival e foi derrubado por Ismael, que levou vermelho. Vieri bateu o pênalti, mas o goleiro Reinke defendeu. Aos 34, o artilheiro da Copa América sofreu outro pênalti; dessa vez, ele bateu e marcou.

Na fase final, Adriano deixou Vieri na cara do gol, aos 14 minutos, e de novo a bola parou nas mãos do goleiro alemão. A atuação de Adriano foi premiada aos 42, com o segundo gol. Na mesma chave, o Valencia recebeu o Anderlecht e ganhou por 2 a 0, gols de Vicente e Baraja.

Alex teve menos sorte, no jogo em que o PSV caiu diante do Arsenal, no Highbury Park, no Grupo E. Aos 41 minutos do primeiro tempo, tentou interromper ataque dos ingleses e desviou contra sua meta. O outro jogo da série teve Panathinaikos 2 (gols de Gonzalez) x Rosenborg 1 (Johnsen).

Luis Fabiano teve estréia discreta no Porto, ao entrar no 2.º tempo (no lugar de Carlos Alberto) no 0 a 0 com o CSKA, no Estádio do Dragão, no Grupo H. Vágner Love movimentou-se bem, mas jogou isolado. O Chelsea atropelou o PSG, em Paris, com 3 a 0, gols de Terry e Drogba (2).

Ronaldinho voltou ao Barcelona, fez boas jogadas, perdeu pênalti e saiu aos 17 minutos do segundo tempo na vitória por 3 a 1 sobre o Celtic, pelo Grupo F. Deco, Giuly e Larsson fizeram para os espanhóis. Sutton descontou para os escoceses.