Adriano Gabiru está de volta ao futebol do Paraná. Há quase um ano sem jogar, o antigo ídolo da torcida atleticana é o novo reforço do Corinthians Paranaense. Aos 33 anos, o jogador encara o desafio como um recomeço na carreira, após uma temporada que prefere esquecer.

O Paranaense 2011 é a aposta de Adriano para dar a volta por cima. Afinal, 2010 foi um ano praticamente perdido na trajetória do jogador. Após ficar apenas 40 dias no Mixto-MT, ele está desde março sem clube.

Por enquanto, Gabiru não pensa em recuperar o prestígio do auge da carreira. “Só quero saber de jogar. O Corinthians está me dando essa oportunidade e vou aproveitar. Ainda não me falaram nada sobre quando vou jogar. Estou bem e vou trabalhar bastante fisicamente para entrar em forma e pronto para ajudar”, diz o meia.

Campeão brasileiro de 2001 com o Atlético, Adriano também foi o herói do Internacional no Mundial de 2006 e vestiu a camisa da Seleção Brasileira. Agora, garante que só pensa no futuro. “Estou começando agora. Não quero mais falar do passado”, afirma.

As metas junto ao novo clube, porém, são ambiciosas. “Temos que pensar em disputar o título estadual e ser campeões. Estamos num clube estruturado e com um bom elenco. O objetivo tem que ser esse”, ressalta.

Além de Adriano, o Corinthians apresentou ontem o atacante Rodrigo Rote, 27 anos, que estava no São Carlos-SP; o meia Mineiro, 25, ex-Cascavel, e o lateral-esquerdo Digão, 24, que vem do Pato Branco.

Eles já trabalham sob o comando do novo técnico Amauri Knevitz – campeão da Série C nacional (Copa João Havelange) em 2000, pelo então Malutrom, e estadual de 2007, com o Paranavaí. Devem chegar ainda dois ou três jogadores que estão no Corinthians Paulista, segundo o presidente de honra Joel Malucelli.